CICLISMO

João Cruz (AXPO) estreia-se positiva no Internacional de Chelva XCO

João Cruz, ciclista de Viana do Castelo que alinha na AXPO/FirstBike Team/Vila do Conde, fez um top30 na sua estreia como Sub-23 numa prova internacional de C1 de BTT XCO. O ciclista vianense participou no Internacional de Chelva, em Espanha, que decorreu no último domingo e alcançou a 29.ª posição.

João Cruz sai satisfeito da sua primeira prova do ano, mas com o objetivo claro de fazer melhor nas próximas provas…

“Esta foi a minha primeira prova da época e a estreia na categoria de Sub-23. Foi na corrida internacional C1, em Chelva, Espanha, que contou com a presença dos melhores atletas do ranking mundial”, disse o ciclista de Viana do Castelo, que referiu que “foi uma prova difícil e muito intensa de início ao fim”.

“CONTENTE, MAS COM VONTADE DE MAIS E MELHOR”

João Cruz salientou que “como o meu ranking nesta nova categoria é muito baixo, parti da quinta fila. Fiz um arranque forte para me tentar posicionar o mais à frente possível logo nas primeiras voltas. Ao longo da corrida fui rolando entre os 30 primeiros onde me mantive até ao final, terminando em 29.º lugar”.

O ciclista vianense garante que “estou contente com a estreia, mas com vontade de fazer mais e melhor”.

PRESENTE NA COPA CATALANA INTERNACIONAL BTT – BANYOLES

João Cruz tem já um novo desafio no fim de semana: vai participar na Copa Catalana Internacional BTT – Banyoles: “é uma prova bastante prestigiada no calendário mundial e, por isso, o nível será igual ou ainda mais elevado do que a prova de Chelva”, mas “vou com o objetivo de deixar tudo em pista e de superar o meu resultado da corrida de Chelva”.

De referir que no fim de semana de cinco e seis de marco, João Cruz vai estar presente no 8.º BTT XCO de Melgaço, prova internacional C1, pontuável para a Taça de Portugal.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS