CANOAGEMENTREVISTAS

Maria Gomes: brilha uma ‘estrela’ no Clube Náutico Prado

Maria Gomes é uma das ‘estrelas’ mais brilhantes do Clube Náutico de Prado. A atleta de Braga, que vai para o seu décimo ano na Canoagem, conta já com um vasto curriculum na modalidade e parte para 2021 com a ambição de chegar ao Campeonato do Mundo de Velocidade de Juniores e Sub-23, que se realiza no Centro de Alto Rendimento (CAR) de Montemor-o-Velho, em julho.

Pela frente a atleta do CN Prado tem muito trabalho e ainda a adaptação a um novo escalão (Sub-23), o que não a assusta porque para além de ser uma apaixonada pela Canoagem, confessa-se organizada e bem acompanhada pelos treinadores José Ramalho e Rita Ramalho, num clube que considera a sua segunda casa.

 

REGRESSO AOS TREINOS

 

Maria Gomes já está a trabalhar há algum tempo e garante que “para já está a correr tudo bem e de acordo com a planificação do treinador. Aos poucos, após a paragem, sinto que estou a voltar a um bom nível”, apesar de “nos momentos em que a circulação entre concelhos é proibida (fins de semana) não tenho a hipótese de fazer o treino no rio”.

Nesta fase da época a atleta de Braga divide os trabalhos entre a preparação física e o rio…“a preparação inclui também treinos de corrida e ginásio. Como os ginásios estão encerrados tive de me adaptar e montei o meu próprio ginásio em casa!”, referiu Maria Gomes.

A atleta do CN Prado vai para a sua décima época na canoagem depois de ter experimentado outros desportos.

“Estou a cumprir a minha décima época na canoagem. Já tinha experimentado natação e futebol, mas identifiquei-me mais com a Canoagem. É um desporto diferente, que me permite contactar com a água e com a natureza, e obviamente com a excelente vantagem de ser ao ar livre”.

 

“O CN PRADO É UM GRANDE CLUBE”

 

Maria Gomes estreou-se na Canoagem no CN Prado, clube que considera como sendo a sua segunda casa…“O CN Prado é um grande clube. É a minha segunda casa desde os oito anos, viu-me crescer e a tornar-me na atleta que sou hoje. Tem uma estrutura excelente, o que nos proporciona muito boas condições. A Equipa Técnica é muito profissional e com muitos anos de experiência na área, o que torna tudo muito mais fácil”, referiu a atleta de 18 anos, que sobre a equipa em si afirmou “somos muito unidos e temos um espírito de grupo extraordinário! Como costumamos dizer somos uma ‘Dream Team’”.

Na Canoagem Maria Gomes prefere a embarcação monolugar, mas diz-se confortável e apta nas provas de tripulações… “A canoagem é um desporto individual, que depende muito do que consigo ou não fazer. Também tenho as vertente de tripulações, que me permite partilhar a embarcação com mais uma (K2) ou mais três (K4) colegas. Confesso que prefiro a embarcação monolugar, pois o resultado depende exclusivamente de mim”.

 

PÓDIOS EM TODAS AS DISTÂNCIAS

 

A atleta do CN Prado destaca-se em quase todas as vertentes. Ainda no ano passado subiu ao pódio em todas as distâncias. Por isso, confessa que “o difícil é escolher” e adiantou que “sinto-me bastante à vontade em todas as distâncias e, modéstia à parte, acho que tenho vindo a fazer um bom trabalho!”.

Em 2020, e apesar de ter sido um ano atípico, Maria Gomes esteve em grande destaque, tendo conquistado pódios em todas as provas em que participou…

“Foi uma época bastante diferente, mas teve o sabor especial de ter sido a única atleta Júnior com presença em pódio em todas as distâncias!” referiu Maria Gomes, que lembrou que “o ano passado consegui revalidar o título de Campeã Nacional de Maratona, venci o Controlo Nacional de 2000m e o Campeonato Regional de Fundo, fui Vice-Campeã Nacional de 200m e terminei em terceiro lugar nos 500m (do Campeonato Nacional de Velocidade) e nos 5000m (Campeonato Nacional de Fundo)”.

 

“O SEGREDO ESTÁ NO PLANEAMENTO”

 

Conquistar bons resultados em todas as vertentes requer uma boa preparação para cada uma das provas, como consegues?

“O segredo está no planeamento. O meu treinador, José Leonel Ramalho, é muito experiente e sabe exatamente como planear todos os detalhes de treino necessários para que esteja na minha melhor forma. Com a treinadora Rita Ramalho, delineio a preparação mental” e quando tudo está definido “resta-me apenas cumprir tudo à risca. Sem dúvida que os treinos e a preparação mental aliados a uma alimentação regrada e bons períodos descanso, são a chave para o meu sucesso”.

Os bons resultados desportivos e a entrega de Maria Gomes não passaram despercebidos aos selecionadores nacionais e desde Cadete que a atleta do CN Prado tem sido chamada as Seleções Nacionais.

“Tenho vindo a participar em alguns estágios da Seleção Nacional de Velocidade desde Cadete e, sem dúvida, que é sempre muito gratificante. Conto também com duas presenças na Seleção Nacional de Maratona, que culminaram na participação no Campeonato do Mundo em 2018 e no Campeonato da Europa em 2019” referiu a atleta de 18 anos, que acrescentou que “a Seleção é um espaço de evolução, aprendizagem, de competitividade, de convívio e enriquecem muito um atleta. Por fim, diria também que é uma grande fonte de motivação e é um dos objetivos para o qual trabalho diariamente!”.

 

BONS RESULTADOS TAMBÉM FORA DO DESPORTO

 

Maria Gomes consegue obter também bons resultados fora do desporto. A atleta do CN Prado terminou o Ensino Secundário com uma excelente média e ingressou no curso e da Universidade que pretendia…

“Sou bastante organizada, tenho exatamente a mesma dedicação e o mesmo grau de exigência para comigo mesma, tanto no desporto, como a nível académico”, referiu a atleta bracarense, que lembrou que “terminei o Ensino Secundário com média de 18.5 valores e ingressei no Ensino Superior na minha primeira opção, Economia, na Universidade do Minho. Está a ser uma ótima experiência e os bons resultados mantêm-se!”.

“Esta é uma ideologia que o José Ramalho nos transmite, querer sempre mais, não ser apenas mais uma e sair da média!”.

Maria Gomes rege-se por alguns ideais e refere que com organização e paixão tudo se consegue… “Utilizo bastantes vezes a seguinte frase: ‘O sucesso não é a chave para a felicidade. A felicidade é a chave para o sucesso. Se amas o que fazes, serás bem sucedido’” e assim a atleta do CN Prado vai dividindo e conciliando as duas paixões com bons resultados.

 

“O MEU OBJETIVO PRINCIPAL PASSA PELA PARTICIPAÇÃO NO CAMPEONATO DO MUNDO DE VELOCIDADE”

 

Quanto à nova temporada, que deve arrancar já em abril, Maria Gomes não tem dúvidas: “o meu objetivo principal passa pela participação no Campeonato do Mundo de Velocidade de Juniores e Sub-23, que realizar-se-á, à partida, em julho” e adiantou: “porém, sendo atleta de primeiro ano, procuro sobretudo a evolução constante em todas as competições. O trabalho está continuamente a ser feito e a ambição estará sempre presente. Estou preparada para todos os desafios e sei que vou ter bons resultados”.

A mudança de escalão preocupa-te? “Honestamente não. É um escalão desafiante, onde todas as atletas estão a um nível muito alto. Porém, é para isso que eu trabalho todos os dias. Apesar de ser mais nova do que as minhas adversárias, sei que tenho capacidade para estar nesse patamar tão elevado”.

Maria Gomes já não tem competições desde setembro e confessa que “as saudades das provas já são muitas” até porque “um atleta vive dos momentos competitivos e estes, infelizmente, têm sido cada vez menos. Todos nós sentimos falta daquela adrenalina e do convívio, apesar de ser bastante limitado face ao que vivemos. Todavia, acredito que no próximo mês o calendário competitivo inicie oficialmente!”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS