BASQUETEBOL

Tiago Silva mantém-se à frente da equipa Sénior da AD Esposende

Tiago Silva vai manter-se à frente da equipa Sénior masculina da Associação Desportiva de Esposende, formação que vai disputar pelo segundo ano consecutivo o Campeonato Nacional da II Divisão de Basquetebol.

O treinador dos Seniores vai assumir ainda a coordenação do Minibasquetebol, num ano em que o clube pretende avançar com um trabalho junto das Escolas no sentido de divulgar e captar atletas para o Basquetebol, numa parceria com as Escolas.

De resto, e como confirmou Júlio Lopes, responsável pela secção de Basquetebol da ADE, o clube vai manter “toda a estruturada da época passada”, mantendo os escalões de Sub-18, Sub-16 e Sub-14 masculinos em competição.

“VAMOS TENTAR ARRANCAR COM O PROJETO DE UMA EQUIPA FEMININA”

O clube pretende dar ainda um novo “balanço” ao Basquetebol feminino… “Vamos tentar arrancar com o projeto de uma equipa feminina. Ainda não está definido se será no escalão de Sub-14 ou Sub-16. Vai depender das meninas que voltarem no início da época e das que conseguirmos angariar”.

A Associação Desportiva de Esposende pretende avançar ainda com um projeto com a escola Henrique Medina, no sentido de recuperar os espaços ao ar livre para o 3×3…

“Os espaços já estão a ser recuperados no âmbito do circuito de 3×3 que se realizou em Esposende, mas achamos que aqueles espaços ainda estão sub-aproveitados e que se pode fazer, recuperar os espaços para campos de 3×3, que é uma vertente que se está a consolidar”, disse Júlio Lopes.

“DINAMIZAR O 3X3”

De resto, a ADE está apostada em “dinamizar o 3×3”, uma vertente que “está a ter uma enorme adesão em Esposende, fruto também do sucesso que foi a etapa do Circuito Nacional”.

Júlio Lopes acredita que “através da parceria com a escola há interesse em desenvolver o 3×3 no Desporto Escolar. Os espaços existem, eram usados como dois campos de tamanho normal e a ideia é transforma-los em quatro campos de 3×3. A Câmara Municipal já fez uma primeira intervenção, fez novas marcações, substitui as tabelas e os cestos. Agora é continuar a intervenção e adaptar o espaço para os tais quatro campos de 3×3”.

Ideias para dinamizar o 3×3 não faltam, garante Júlio Lopes, que salienta que “temos um projeto para lançar um concurso dentro da escola e isso, claro, terá sempre a sua repercussão em termos de adesão ao 3×3 e ao Basquetebol em si”.

A adesão pode ser ainda maior quando “os campos ficarem disponíveis para o uso do público em geral aos fins de semana. Isso dará outra visibilidade à modalidade e, com certeza, funcionará como captação de jovens para o Basquetebol, seja ele o 5×5 ou o 3×3”.

Júlio Lopes considera que “o 3×3 está a ganhar terreno. A ideia que temos do 3×3 é que é algo paralelo ao Basquetebol tradicional, mas o 3×3 está a tornar-se um desporto autónomo. Tem muitas diferenças e uma dinâmica própria. Acho que em breve os próprios clubes terão equipas de 5×5 e 3×3, que podem ou não ser formadas pelos mesmos atletas”.

Comentários

Artigos relacionados

Ver também
Fechar
Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS

Quer promover o seu evento?
Contacte-nos...