Sem categoria

Leonor Cepa Santos (AP Braga) motivada para o Artistic Skating World Cup

Leonor Cepa Santos, da Academia de Patinagem de Braga, diz-se “motivada” para a semi-final do Artistic Skating World Cup, que se realiza de 16 a 22 de maior em Trieste, Itália.

A atleta de 13 anos, que no fim de semana ainda vai participar “com ambições” no Campeonato Distrital de Dança, está a ultimar a sua preparação para a recém-criada competição Artistic Skating World Cup…

“Estou muito motivada para esta prova. Tenho andando a treinar mais para chegar lá e dar o meu máximo”, começou por afirmar a atleta da AP Braga, que confessou que “estou muito ansiosa, até porque não estava nada à espera… Foi um apuramento que surgiu assim sem contar e ainda por cima vai ser fora do país…”.

“ESTOU SEMPRE À ESPERA DE FAZER MELHOR”

Esta não é a primeira vez que Leonor Cepa Santos vai representar a Academia e a Seleção Nacional em provas internacionais. Em 2019 participou na Taça da Europa e ficou bem classificada e o ano passado, em Portugal, teve uma boa representação… “Eu estou sempre à espera de fazer melhor”, disse a atleta de Braga, que para a esta prova parte com a ambição de “chegar ao pódio”.

“Já tinha esse objetivo para a Taça do Mundo, mas não foi possível. A prova não me correu como eu esperava. Agora é trabalhar mais para tentar no pódio nesta Taça”, disse Leonor Cepa Santos, que salientou que “o nervosismo às vezes não me deixa fazer o que eu quero e sei. Outras vezes parece que a minha cabeça vai em branco…e depois não consigo pensar, mas o objetivo é treinar para que isto não aconteça na prova”.

Em Itália, a patinadora da AP Braga vai encontrar “um nível alto, principalmente, nas italianas”, mas “estou a trabalhar para que a diferença não seja assim tão grande e eu possa chegar aonde quero”.

Leonor Cepa Santos esteve recentemente no estágio da Seleção Nacional e garante que “correu muito bem. Já trabalhei alguns anos com a selecionadora e, por isso, senti-me mais à vontade. Foi um estágio que deu para ver o que ela queria que eu melhorasse, o que estava mal e o que estava bem”.

No fim de semana realiza-se o Campeonato Distrital de Dança e a patinadora da APB parte com o “objetivo de ficar em primeiro”, pretende continua a evoluir… “neste momento tenho de treinar e melhorar as danças obrigatórias para ter uma melhor prestação”, mas “quero evoluir cada vez mais. Para chegar a Júnior e Sénior e ir a um Campeonato do Mundo ou ao World Games e esperar que um dia a patinagem em rodas chegue ao Jogos Olímpicos…”.

IARA ROCHA: “A LEONOR TEM EVOLUIDO BASTANTE E TEM CONDIÇÕES PARA GARANTIR O APURAMENTO PARA A FINAL”

Iara Rocha é treinadora de Solo Dance da Academia de Patinagem de Braga e de Leonor Cepa Santos. A técnica, da zona do Porto, acompanha a patinadora há vários anos e considera que “a Leonor tem evoluído bastante e está preparada para esta nova aventura”.

Iara Rocha lembra que a World Cup é a primeira vez que se vai realizar, portanto, é tudo novo. Sabemos que tem três semi-finais e que para garantir a presença na final a Leonor tem de ficar nas 10 primeiras na semi-final em que vai participar, que se realiza em Itália”.

Como tem corrido a preparação da Leonor? “Os treinos têm corrido muito bem. Só tenho pena que ela não tenha mais condições. Em Portugal a Patinagem ainda não é muito reconhecida e talvez por isso as condições para preparar uma prova destas não são as melhores”, referiu a treinadora da AP Braga, que salientou que “as atletas precisavam de mais horas, mais pavilhões para treinar e precisavam de ter mais condições para que puderem fazer um melhor trabalho”.

Iara Rocha explicou que “esta não é uma critica às condições deste pavilhão, nós, pelo menos, temos o pavilhão só para nós, mas é antes um alerta para a falta de apoios… A AP Braga não tem apoios e tem de pagar o pavilhão, que não fica barato, e tudo o que envolve esta modalidade. Isso limita a direção quando a outros objetivos”.

“O OBJETIVO É GANHAR”

Qual o objetivo da Leonor para esta semi-final? “Como qualquer atleta, o objetivo dela é ganhar. Ela está a preparar-se para estar ao mais alto nível e poder ter uma boa representação em Itália”.

Como tem sentido a Leonor com o aproximar da data da prova? “A Leonor está entusiasmadíssima. Ela está com muita vontade de ir e mostrar os novos elementos que tem. Depois é uma competição nova e há muita coisa para ver e aprender”.

Para a treinadora da AP Braga “a Leonor tem tudo para chegar longe. Ela foi das primeiras atletas do Minho a competir internacionalmente e continua a marcar presença sempre com boas atuações. Queremos que ela continua a voar nestas direções “.

AP BRAGA COM 12 ATLETAS APURADAS PARA OS ‘NACIONAIS’

A Leonor Cepa Santos é, talvez, a atleta da Academia de Patinagem de Braga mais conhecida na vertente de Solo Dance, mas a formação de Braga tem outras de grande valor… “A Academia tem feito um excelente trabalho em Solo Dance, que é a minha disciplina e aquela de que posso falar. Desde que cheguei ao clube que o Solo Dance teve ‘boom’ na AP Minho. As nossas atletas começam a representar bem a Academia tanto em termos regionais como nacional e isto abre as portas para as prova internacionais”.

Iara Rocha salientou que “a AP Minho tem excelentes atletas nesta vertente e num futuro próximo, não tenho dúvidas, que teremos atletas a representar muito bem a Associação. Aqui temos grandes valores”.

O clube viu, recentemente, 12 atletas garantirem os mínimos para o Campeonato Nacional… “a Academia tem feito um trabalho excelente e vai continuar a fazê-lo porque esse é o nosso objetivo, quer do clube, quer meu como treinadora”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS