CICLISMO

Diogo Saleiro (ACDC Trofa) em alta nos Açores

Diogo Saleiro, barcelense que alinha na ACDC Trofa, esteve em grande destaque na primeira etapa do GP Azores/Volta a São Miguel, que se realizou esta tarde entre e ligou Ponta Delgada a Nordeste, num percurso de 111 quilómetros.

O ciclista barcelense, que esteve bastante ativo durante toda a corrida, alcançou a sétima posição, numa etapa ganha por Louis Sutton (Brocar Ale).

Diogo Saleiro, que também pontuou no Prémio de Montanha de Cerrado dos Bezerros (2.ª categoria), foi, aliás, o quarto português melhor classificado e o terceiro melhor Sub-23 de primeiro ano (o melhor português).

DIOGO SALEIRO: “ETAPA DURÍSSIMA”

Diogo Saleiro, que considerou “a etapa duríssima”, referiu que “sentia-me bem à partida e quando surgiu a oportunidade de ir para a fuga aproveitei e foi sempre a acreditar até ao final”.

Sobre o Prémio de Montanha referiu que “não fui com o objetivo de pontuar, mas calhou de o fazer e foi bom”.

O resultado da etapa de hoje deixa-te animado? “´Claro que sim. É sinal que todo o trabalho que tenho vindo a desenvolver está a ser bem feito e até recompensado”.

Quanto a expetativas para a segunda etapa, o ciclista da ADCD Trofa afirmou que “amanhã gostava de acabar bem a etapa e na frente…e se possível manter ou melhorar o meu resultado na classificação geral”.

MARCO MARQUES NA 12.ª POSIÇÃO

Na etapa de hoje de realçar ainda o 12.º lugar alcançado por Marco Marques, vianense da ACDC Trofa, enquanto José Dias, barcelense da Porminho Team Sub-23, foi 21.º classificado.

Sérgio Saleiro concluiu a primeira etapa no 44.º lugar, enquanto Diogo Costa (Fortunna Maia) foi 83.º.

Este sábado corre-se a segunda etapa, uma ligação entre Nordeste e a Ribeira Grande, ao longo de 142 quilómetros.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS