CANOAGEM

Maria Gomes (CN Prado) à procura da vitória em Montalegre

Maria Gomes, do CN Prado, é uma das mais fortes candidatas à conquista da vitória em K1 Sénior na Taça de Portugal de Maratonas, que se realiza este sábado, no Rio Rabagão, na aldeia de Penedones, em Montalegre.

A Taça de Portugal inicia-se às 10.30 horas, com Maria Gomes a entrar em ação pelas 15 horas, numa competição que tem como “bónus” servir de Seletiva Nacional em algumas embarcações para o Campeonato do Mundo de Maratona, agendado para Bascov, na Roménia, entre os dias 30 de setembro e 3 de outubro.

Maria Gomes garante que “estou a encarar esta prova de forma positiva, como sempre! A época tem corrido bem, sinto que estou numa boa forma e, por isso, estou confiante”.

O objetivo passa pela vitória? “Sim, sem dúvida! O objetivo é vencer o K1 Sénior. No Campeonato Nacional essa vitória fugiu por pouco e agora, na Taça de Portugal, vou fazer todos os possíveis para ser eu a ganhar”.

PREPARAÇÃO “TEM CORRIDO DA MELHOR FORMA”

Maria Gomes considera que a preparação “tem tudo corrido da melhor forma. Sem aulas e exames é muito mais fácil, tenho o dia totalmente disponível para treinar e é isso que faço!” e nem mesmo o calor e a afluência de pessoas ao rio afetam os treinos da canoísta de Braga: “felizmente temos um plano de água relativamente extenso e apenas na entrada e na saída do barco é que apanhamos mais pessoas no rio. Quanto ao calor, adaptamos os nossos horários: treinamos logo ao início da manhã ou ao final do dia”.

Sobre a pista onde vai decorrer a Taça de Portugal, Maria Gomes referiu que “nunca remei em Montalegre, conheço apenas ‘de fora’. Parece-me um bom local para a prática da modalidade e tenho muita vontade de competir lá”.

Maria Gomes parte confiante para uma das últimas provas da época e garante que se sente tranquila: “o trabalho foi bem feito, agora resta apenas desfrutar da competição e o resultado irá surgir certamente”.

Na prova de K1 Sénior participam ainda as minhotas Mariana Barros (CN Ponte Lima), Campeã Nacional, Mariana Morais (CN Ponte Lima), Inês Saraiva (Gemeses), Maria Lopes (CN Ponte Lima).

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS