CICLISMO

Pedro Miguel Lopes segundo na etapa

Pedro Miguel Lopes, da Kelly/Simoldes/UDO, terminou hoje a terceira etapa da 28.ª Volta a Portugal do Futuro, uma tirada de 162,7 quilómetros com início e final em Ponte de Sor.

O ciclista de Guimarães gastou mais 1.45m que o vencedor, Rodrigo Caixas (LA Alumínios-LA Sport), que assumiu ainda a camisola amarela.

Pedro Miguel Lopes continua mesmo assim na luta pela vitória na Volta a Portugal do Futuro, pois está a um escasso segundo do comandante e lidera ainda a Geral de Pontos.

Numa etapa dura marcada pelo intenso calor, de salientaro 29.º lugar de Diogo Almeida, famalicense da Porminho Team Sub-23, ciclista que chegou integrado no grupo de Pedro Miguel Lopes e ocupa a 17.ª posição da Geral Individual.

Roberto Cardoso (Fortunna Maia) foi 42.º e Diogo Almeida terminou no 54.º lugar. O vimaranense João Salgado cortou a meta no 60.º e Ricardo Machado foi 64.º. Hélder Gonçalves, barcelense da Kelly, terminou no 66.º lugar.

A Volta a Portugal do Futuro termina neste domingo com uma jornada dupla. De manhã realiza-se uma etapa de 57,9 quilómetros, que se prevê muito intensa, com um Prémio de Montanha de 2.ª categoria Cabeço de Mouro (km 16,6), Monte Paleiros (3.ª categoria, km 23,7), Senhora da Penha (3.ª categoria, km 37,8), Senhora da Penha (3.ª categoria, coincidente com a meta).

À tarde realiza-se um curto contrarrelógio que decidirá a corrida. Serão apenas 3900 metros de esforço individual, a subir, entre Castelo de Vide e a Senhora da Penha, onde está colocada a meta.

Fotos: Kelly

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS