CICLISMO

Fafe recebe arranque da Volta a Portugal

Fafe recebe este domingo o arranque da Volta a Portugal Edição Especial Jogos Santa Casa, uma edição que ficará na história da modalidade e do desporto em Portugal, pela luta, pela persistência e pela muita vontade em levar para a estrada a prova rainha do ciclismo português.

A Volta a Portugal inicia-se com um prólogo de sete quilómetros, que deve marcar as primeiras diferenças entre os pretendentes à camisola amarela. Pela frente os ciclistas vão ter um traçado com alguma exigência, que colocará à prova o momento de forma dos candidatos.

O prólogo inicia-se às 15.43h, com a partida de David Rodrigues (Rádio Popular-Boavista). As partidas serão dadas em intervalos de um minuto. O último homem a ir para a estrada é o vencedor da Volta do ano passado, João Rodrigues (W52-FC Porto), às 17.20h.

Entre os minhotos, David Ribeiro é o primeiro a entrar em ação às 15.59h.

O horário dos restantes ciclistas minhotos é o seguinte:

16.02h: César Fonte;

16.16h: Tiago Machado;

16.56h: Pedro Miguel Lopes;

16.59h: João Matias;

17.07h: João Benta.

EQUIPA PORTUGAL NÃO ALINHA

O pelotão da Volta a Portugal Edição Especial arranca este domingo com um total de 98 corredores, em representação de 14 equipas.

A Equipa Portugal, que tinha previsto participar nesta edição da Volta a Portugal, não vai alinhar. “O corredor João Salgado deu positivo no teste de despistagem de covid, 72 horas antes da corrida, o que motivou a decisão de retirar a equipa da prova, como símbolo do profundo compromisso com a máxima exigência em termos sanitários” refere a Federação Portuguesa de Ciclismo em comunicado.

“É nesta mesma linha que a Federação Portuguesa de Ciclismo apela ao comportamento cívico dos adeptos, que devem respeitar todas as indicações dadas pelas autoridades de saúde. Os adeptos devem seguir a corrida preferencialmente pela comunicação social e pelas redes sociais. O acesso do público estará vedado nas zonas de partida e de chegada, pelo que, quem optar por ver a corrida na estrada, deverá escolher locais com pouco público, usar sempre máscara certificada, manter o distanciamento físico, cumprir as regras de etiqueta respiratória e privilegiar os aplausos face aos incentivos orais”, adianta a FPC.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS