NATAÇÃO

Luís Cameira: “resposta tem sido muito positiva”

“A resposta tem sido muito positiva” disse Luís Cameira, treinador do SC Braga que acompanha José Paulo Lopes e Tamila Holub no estágio de altitude da Seleção Nacional, que decorre na Serra Nevada, em Espanha.

O estágio da Seleção Nacional iniciou-se na segunda-feira e decorre até ao dia 11 para os dois nadadores do SC Braga. Diana Durães, nadadora fafense que representa o Benfica, segue para estágio no dia 11e até ao dia 24.

Luís Cameira salientou que os primeiros cinco treinos “foram de adaptação à altitude. São 2320 metros de altitude, aqui o ar é muito rarefeito e custa muito a respirar sem fazer exercício, agora imaginem com o exercício. Portanto, os exercícios não podem ser muito intensos”.

Depois dos primeiros dias e da primeira folga, quinta-feira à tarde, Tamila Holub e José Paulo Lopes têm feito treinos bi-diários e “a resposta tem sido muito positiva e estão preparados e motivados para continuar a trabalhar nos próximos dias”.

“Temos a felicidade de estar a fazer alguns treinos em conjunto com a Seleção espanhola, que também está aqui a estagiar, nomeadamente, com quatro nadadores que estão já apurados para os Jogos Olímpicos, o que nos tem feito crescer imenso” disse Luís Cameira, que salientou que “a troca de experiências e de conhecimentos também tem abrangido os treinadores e tenho tirado muito proveito disso”.
De salientar, que para Tamila Holub este é já o segundo estágio de altitude esta época, enquanto que José Paulo Lopes, que estagiou em Vila Real de Santo António em fevereiro, se estreia, este ano, em altitude.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS