NATAÇÃO

SC Braga presente no Torneio Triangular do FC Porto

O SC Braga vai participar no Torneio Triangular de Juvenis, Juniores e Seniores FC Porto, que se realiza no fim de semana na Piscina da Campanhã.

Para além do SC Braga participam no primeiro torneio da época o FC Porto e o CF Portuense. O SC Braga participa no torneio com 40 nadadores: 20 Juniores e Seniores, que nadam no sábado e domingo seguem 20 Juvenis.

“É a primeira competição da época. Está sujeita a muitas restrições, mas é muito importante. É a primeira avaliação da época e os nadadores, que já estão a treinar há oito semanas, já estão ansiosos por regressar à competição. A verdade é que numa época normal, ao fim das oito semanas já estávamos a ter as primeiras competições. Portanto, este torneio surge na melhor altura”, disse Luís Cameira, coordenador técnico do SC Braga.

Sobre a preparação, Luís Cameira referiu que “devido à situação que estamos a viver, a preparação é feita de forma muito limitada. Trabalhamos em grupos, as chamadas bolhas, trabalhamos menos tempo na água e sempre com todos os cuidados e seguindo todas as indicações”.

A equipa principal está assim dividida em três grupos. Um grupo é composto pelos atletas de elite, Tamila Holub e José Paulo Lopes, que pode estarem inseridos no projeto olímpico têm de ter cuidados redobrados, pois qualquer paragem pode significar um atraso significativo na preparação.

Mesmo a restante equipa “treina separada, os Cadetes saem antes de entrarem os Infantis e os mais velhos só entram depois dos Infantis saírem. Entre a saída de uns e a entrada de outros tem de se fazer a desinfeção… mas são as regras e temos de nos adaptar. Sabemos que não é uma época normal e andamos aos avanços e recuos, mas o que mais me preocupa é o pouco tempo na água, a falta do ginásio”.

Apesar de todas as restrições, o SC Braga teve uma boa adesão mesmo as Escolas: “estamos muito satisfeitos com a forte adesão que tivemos e só temos pena não poder receber todos. A lista de espera é enorme, mas não temos capacidades físicas para albergar toda a população”.

A forte adesão à Natação está ligada ao facto de ter sido considerada uma modalidade de baixo risco e de ser bastante seguro praticar a modalidade devido ao cloro: “a piscina é o local mais seguro que pode haver. O cloro não permite que o vírus sobreviva e os nadadores respiram em direção à água. É uma modalidade bem segura”.

Para a nova temporada, Luís Cameira conta com um grupo reforçado. Dez atletas subiram de Infantis a Juvenis e a equipa absoluta passa a ter 55 nadadores: “é um número pouco normal e que nos obriga a uma grande gestão nestes tempos complicados, mas que é, sobretudo, muito bom para o clube”.

A logística acaba por ser complicada devido às restrições e o SC Braga, que se viu impedido de treinar na piscina de 50m da Póvoa de Varzim, tem realizado duas sessões semanais na Piscina de Vila Praia de Âncora, graças ao protocolo entre a FPN e a Câmara Municipal de Caminha.

O transporte da equipa é hoje bem mais complicado e ainda para o torneio do fim de semana terão de ser os pais a transportar os atletas à Piscina da Campanhã.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS