CANOAGEM

CN Fão Vice-Campeão de Esperanças: “é o fruto do trabalho desenvolvido”

O Clube Náutico de Fão sagrou-se, no fim de semana, Vice-Campeão Nacional de Esperanças em Canoagem, depois de terminar as três etapas na segunda posição.

O conjunto de Fão termina com um total de 728 pontos, apenas batido pelo GCDR Gemeses (Campeão Nacional) e à frente de CN Ponte de Lima e CN Prado, equipas que ficaram no terceiro e quarto lugar, respetivamente.

O título de Vice-Campeão do CN Fão é, segundo o presidente, António Páscoa, é “o fruto do trabalho desenvolvido no clube”.

António Páscoa refere que “os resultados desportivos apenas demonstram que esta equipa diretiva, equipa técnica e organização está a cumprir a missão – preparar os jovens para serem bem-sucedidos na vida e no desporto”.

 

“CENTRO DE EXCELÊNCIA DESPORTIVA E ESCOLAR É CONSIDERAO O CLUBE REVELAÇÃO”

 

O Clube Náutico de Fão ressurgiu em 2020 com um projeto ambicioso e que tem dados os seus frutos: “o clube renascido em Centro de Excelência Desportiva e Escolar no ano 2020, é considerado o clube revelação. Desde a renovação consagrou-se Bi-Campeão Nacional das Primeiras Pagaiadas (2020 e 2021) e agora conquista o título de Vice-Campeão Nacional de Esperanças, para além de outros excelentes resultados desportivos”.

“Neste centro de excelência dispomos de um conjunto de competências único que colocamos à disposição dos nossos atletas. Durante o período escolar transportamos os atletas das escolas para o clube; proporcionamos apoio ao estudo diário para assegurar o desempenho escolar; ministramos formações e palestras por prestigiados professores, atletas, nutricionistas, psicólogos e especialistas nas mais diversas áreas”, disse António Páscoa, que adiantou que “após assegurar o sucesso escolar desenvolvemos os programas de atividade física, com vista a que os atletas venham a integrar a equipa de competição de Canoagem – os treinos promovem o desenvolvimento integral do atleta sem recorrer a qualquer tipo de especialização para não prejudicar o crescimento saudável dos atletas. Desportivamente os atletas fazem corrida, preparação física geral com ginásio só a partir dos 14 anos de idade, aulas de natação em piscina e, obviamente, treinos de Canoagem e StandUP-Paddle”.

Durante as pausas letivas o CN Fão mantém-se igualmente muito ativo, como explica aquele responsável. “Organizamos programas de férias desportivas para que os atletas mantenham as boas rotinas diárias – levantar cedo, praticar atividade física de manhã e atividades lúdico-educativas da parte da tarde”.

“Complementarmente, é disponibilizada uma cafetaria com vistas panorâmicas sobre o Cávado e pizzas tradicionais italianas feitas em forno a lenha (“Um Pó D’italia”), para apoio aos atletas e famílias, para além de servir o público em geral. O objetivo é que, após um dia de trabalho, as famílias se reúnam num saudável convívio, podendo jantar ou levar a refeição em regime de take away para consumir em suas casas”.

 

“A MAIOR PARTE DO TRABALHO É REALIZADO POR VOLUNTÁRIOS”

 

António Páscoa salienta que “uma parte deste trabalho é realizado por profissionais contratados e a maior parte do trabalho é realizado por voluntários – essencialmente pais de atletas, que formam uma comunidade sólida e imbuída do objetivo comum de ajudar os jovens atletas a crescer através das boas rotinas, do estudo e do desporto”.

O presidente do CN Fão referiu que “vamos terminar o ano com perto de 200 atletas federados, a maior parte deles dos escalões de Formação, mostrando que o nosso ecossistema é sólido e que os sócios acreditam no nosso modelo de preparar jovens com sucesso na vida e no desporto, de modo consistente”.

Afirmando que “somos o maior clube nacional em número de atletas”, António Páscoa garante que “os resultados desportivos, de que todos gostamos e queremos mais, não são uma obsessão, mas sim o resultado de um trabalho consistente feito ao longo dos últimos dois anos. Estamos certos de vir a conseguir muitos outros pódios, sem estar preocupados com isso, simplesmente por continuarmos a fazer aquilo que estamos a fazer tão bem”.

António Páscoa salienta que “não sendo perfeitos e sem termos ainda completado o nosso projeto, temos muito orgulho na nossa obra e no nosso legado – Ser do CN Fão é ser diferente, é estar mais bem preparado para conseguir ser bem sucedido na Vida e no Desporto”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS

Quer promover o seu evento?
Contacte-nos...