CICLISMO

Rúben Rodrigues e Tomás Mota com “balanço positivo” da Corrida da Paz

Rúben Rodrigues, ciclista de Guimarães que representa o Bairrada, e Tomás Mota, da (Landeiro/KTM/Matias & Araújo/ Frulact), estiveram em bom plano ao serviço da Seleção Nacional na Corrida da Paz, prova da Taça das Nações de Juniores, que se realizou na República Checa e terminou no domingo.

Rúben Rodrigues fechou a prova em 52.º e Tomás Mota concluiu a Corrida da Paz na 64.ª posição, numa competição em que o português António Morgado voltou a mostrar o seu bom momento ao termina em segundo lugar na Geral e vencendo a Classificação da Montanha.

RÚBEN RODRIGUES: “BALANÇO É POSITIVO”

Rúben Rodrigues estreou-se na prova e depois de um primeiro dia menos bom, foi subindo de rendimento e importante na manobra da equipa, que coletivamente terminou na quarta posição…

“O balanço desta primeira experiência numa corrida por etapas deste nível é positivo”, começou por afirmar Rúben Rodrigues.

O ciclista vimaranense lembra que “na primeira etapa não estava de todo num dos meus melhores dias e tive algumas dificuldades em me colocar e isso impossibilitou um bom resultado individual”, mas “nos restantes dias já me senti bastante bem e fiz de tudo para ajudar a seleção na luta pela geral com o Morgado”.

“DEPOIS DESTA CORRIDA SEI QUE CONSIGO BATER-ME DE IGUAL PARA IGUAL COM OS MELHORES”

Rúben Rodrigues considera que “depois desta corrida sei que consigo bater-me de igual para igual com os melhores do mundo. Estou ciente dos erros que cometi e que não posso voltar a cometer nas próximas competições para poder lutar pelos lugares do topo”.

O ciclista de Guimarães vai agora “recuperar” porque “foi uma prova exigente, com um nível muito alto”, e “começar a preparar já os próximos desafios”.

De referir que Rúben Rodrigues vai participar já no fim de semana, ao serviço do Bairrada, na 46.º Tour de Gironde.

TOMÁS MOTA: “PARA UMA PRIMEIRA VEZ, ACHO QUE NÃO PEDIA MELHOR”

Tomás Mota, da Landeiro/KTM/Matias & Araújo/ Frulact, estreou-se ao serviço da Seleção Nacional em competições. O ciclista do clube de Roriz considera que o balanço foi muito positivo: “para uma primeira vez acho que não pedia melhor”.

Tomás Mota referiu que “a primeira e a segunda etapa não correram como queria”, mas “era a minha estreia e no fim o balanço é bastante positivo”.

Quanto ao futuro… “não sei o que me espera” referiu Tomás Mota, que adiantou que “tenho é de continuar a treinar para o que aí vem e para responder aos desafios da melhor forma”.

SELEÇÃO COM MAIS DUAS PROVAS ATÉ AO FINAL DO MÊS

De referir que a Seleção Nacional de Estrada tem agendado ainda para este mês mais duas provas. Assim, nos dias 21 e 22 participa no Trophée Centre Morbihan, em França, seguindo-se o Tour du Pays de Vaud, na Suíça, entre 26 e 29 de maio.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS

Quer promover o seu evento?
Contacte-nos...