NATAÇÃO

Pedro Faia (GDN Famalicão): “este campeonato decorreu extremamente bem”

“Este campeonato decorreu extremamente bem”, foi assim que Pedro Faia, coordenador técnico do GDN Famalicão, abordou a participação no Campeonato Regional de Juvenis, Juniores e Seniores, que se realizou no fim de semana, na Póvoa de Varzim.

O GDN Famalicão, que alcançou a segunda posição na Estatística de Medalhas, saiu da Póvoa de Varzim com 31 títulos de Campeão Regional, 20 títulos de Vice-Campeão e conquistou ainda seis medalhas de bronze.

Pedro Faia referiu que “o GDN Famalicão conseguiu um conjunto de excelentes marcas, de títulos, medalhas e inúmeros recordes pessoais, com o expoente máximo do Recorde Nacional, refletindo a qualidade destes atletas e a sua crescente motivação para superar as dificuldades, quer em contexto de treino quer em contexto de competição”.

 

“ESTAMOS ORGULHOSOS DE TODOS ESTES NADADORES”

 

O treinador do GDN Famalicão referiu que “estes resultados permitiram aferir o momento de forma e o caminho a seguir com vista à otimização do seu rendimento. Estamos orgulhosos de todos estes nadadores famalicenses”.

Numa competição que contou com cerca de 300 atletas, o GDN Famalicão evidenciou-se “ao estabelecer o novo Recorde Nacional aos 4x100m Estilos em Juvenis A”, disse Pedro Faia, que referiu que “a estafeta, constituída pelo Rodrigo Pereira, Rita Soares, Tomás Costa e Mafalda Mesquita, retirou cerca de um segundo ao anterior recorde nacional.

O clube famalicense, que assegurou mais mínimos para os Nacionais, vai agora focar-se nas provas que se aproximam… “Agora vamos aferir o estado de forma e de preparação, rumo aos nacionais e nacionais de clubes. Queremos deixar a nossa marca”.

 

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS