CICLISMO

Rodrigo Neves (CC Barcelos) “confiante” para o arranque da época

Rodrigo Neves, do CC Barcelos/A.F.F./Flynx/H.M. Motor, parte “confiante” para a nova temporada de Ciclismo de Estrada, que arranca já amanhã com a realização do Prémio de Ciclismo Cidade de Fafe – Prova de Abertura e pontuável para o Campeonato do Minho de Ciclismo de Estrada – Arrecadações da Quintã.

Rodrigues Neves, que vai estrear-se no escalão de Juniores no Ciclismo de Estrada, está “confiante na conquista de um bom resultado” e adiantou que “este é o meu primeiro ano de Júnior e sei que vai ser complicado, pois tenho uma concorrência alta, mas tenho treinado para que as coisas corram bem e tenho a obrigação de estar lá no topo!”.

Tens feito uma preparação diferente? “Sim, pois em Cadete não tínhamos provas assim com tantos quilómetros, nem tão duras, portanto tenho que aumentar sempre um bocado o ritmo para estar preparado”.

“ANSIOSO POR DAR O PASSO EM FRENTE!

Quanto à prova de Fafe, Rodrigo Neves referiu que “já tenho uma ideia do que vou encontrar, pois já conheço mais ou menos aquelas zonas e tive a estudar o percurso” e adiantou que “temos uma subida um bocado perigosa, mas penso que não será um grande problema para mim…O maior problema será tomar conta das equipas com muitos, enquanto nós vamos só com seis…”.

Esta é a primeira prova da época de Ciclismo de Estrada e a primeira na categoria de Juniores, isso assusta-se um bocado? “Não. Posso dizer que estou ansioso por dar o passo em frente, aprender e evoluir nesta modalidade”.

Quanto a objetivos para a época, Rodrigo Neves não tem dúvidas: “quero tentar sempre a melhor classificação possível e aprender o máximo que conseguir”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS