CICLISMO

João Cruz (AXPO) no pódio no BTT XCO Melgaço

João Cruz, da AXPO/FirstBike Team/Vila do Conde, subiu ao pódio no 8.º BTT XCO de Melgaço, prova internacional C1, pontuável para a Taça de Portugal e Campeonato do Minho de BTT XCO.

O ciclista de Viana do Castelo, que se estreia na categoria de Sub-23, fez terceiro lugar em Melgaço, atrás do espanhol Alberto Barroso e do francês Clement Izquierdo.

Na classificação geral, João Cruz, que realizou em Melgaço a sua terceira prova internacional da época, foi 12.º classificado, com o tempo de 1:31:18h, numa prova ganha pelo austríaco Maximilian Foild, que esteve presente nos Jogos Olímpicos de Tóquio.

Na prova de Sub-23 de realçar ainda o sétimo lugar de Rui Rêgo, do MonçãoBike/LusoPrint/Bombos S. Sebastião. O vianense Henrique Martins (Guilhabreu BTT) foi oitavão classificado, enquanto o famalicense José Simões (Grupo ccr- Ap motors-Lobos Averomar Cycling) terminou na nona posição. Carlos Viana, da Casa Myzé Team, foi 12.º classificado.

JOÃO CRUZ: “ESTOU A PREPARAR-ME PARA FAZER MAIS E MELHOR”

João Cruz sai de Melgaço satisfeito com o trabalho realizado, que lhe permitiu subir ao pódio em Sub-23 e ficar no top15 de Elites, numa prova que contou com bastantes atletas estrangeiros.

“Foi uma corrida com um nível elevado, com atletas de renome e eu só tenho de estar contente com a corrida que fiz, tanto em Sub-23, em que consegui chegar ao pódio, como em Elites”.

Afirmando que “estou contente com as sensações”, João Cruz salientou que “estou a preparar-me para fazer mais e melhor. Aos poucos vou subindo de patamar em patamar para chegar ao topo”.

João Cruz, que está no seu primeiro ano de Sub-23, realizou em Melgaço a terceira prova internacional do ano e alcançou a sua melhor classificação do ano…“já estou a começar a adaptar-me à categoria e ao ritmo. Cada vez me sinto melhor nas corridas e é sempre para melhorar”.

Nota-se muito a diferença entre as categorias de Juniores e Sub-23? “É bastante diferente. São mais duas voltas, mais meia hora de corrida e meia hora parece que não, mas é muito tempo. O ritmo então não tem nada a ver. Aqui encontramos atletas que vivem disto, de grande respeito e um nível elevadíssimo. Técnica e fisicamente são os melhores”, disse João Cruz.

FOCADO NOS JOGOS OLÍMPICOS

O ciclista de Viana do Castelo garante que “estou preparado para ter um ano difícil, não só de corridas, mas também de treinos”, até porque “tenho a ambição de fazer um top5 na Taça de Portugal em Elites, por isso, espera-me um caminho longo e duro”.

João Cruz entra em 2022 com um grande objetivo: “preparar-me para tentar chegar aos Jogos Olímpicos. Esse é, sem dúvida, um objetivo e estou a trabalhar para isso”.

Para o ciclista de Viana do Castelo subir a Sub-23 este ano acabou por ser positivo: “porque me dá tempo para me preparar e ainda mais porque este ano há bastantes corridas internacionais e que me vão ajudar bastante para ganhar pontos, nível e experiência, que faz toda a diferença nas corridas”.

Fotos: Marcelo Lopes

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS