NATAÇÃO

Vânia Neves e Viana NC brilham no ‘Nacional’ de Master

Vânia Neves fechou com ‘chave de ouro’ a participação do Viana NC no Campeonato Nacional de Master de Inverno, que decorreu em Torres Novas até este domingo.

A nadadora do Viana NC conquistou estar tarde mais um título, desta feita nos 200m Costas e com um novo recorde nacional no escalão B. Vânia Neves percorreu a distância em 2:25:63m, deixando a segunda classificada, a também minhota Filipa Pinheiro (SC Caminhense) a cerca de cinco segundos.

Na sessão da tarde, o Viana NC viu ainda José Couteiro vencer a prova dos 50m Bruços no escalão E, enquanto Carlos Couteiro foi terceiro no escalão K.

O Viana NC sai de Torres Novas com 11 títulos nacionais e várias subidas ao pódio. O clube de Viana do Castelo viu ainda José Couteiro (Escalão E masc) e Vânia Neves (Esc B fem) vencerem a Tabela por Pontos nas suas categorias.

JOSÉ COUTEIRO (VIANA NC): “FORAM UNS ‘NACIONAIS’ EXCECIONAIS”

“Foram um Campeonatos Nacionais de Masters excecionais. Os melhores de sempre do Viana NC”, começou por afirmar José Couteiro.

O nadador e coordenador do Viana NC salientou que “saímos destes nacionais com quatro Campeões Nacionais, 11 títulos, um recorde nacional e ainda dois nadadores na liderança da Melhor Performance nos respetivos escalões de idades”

“Com apenas cinco nadadores presentes, o clube alcançou o 18.º lugar em 66 equipas inscritas”, disse José Couteiro, que adiantou que “apesar das várias questões associadas à pandemia foi um campeonato com um número elevado de nadadores a participar”.

RESULTADOS

Masculinos

50m Bruços

Esc E: 1.º José Couteiro (Viana NC)

Esc K: 3.º Carlos Couteiro (Viana NC)

50m Livres

Esc C: 2.º Francisco Passos (GDN Famalicão)

Femininos

200m Costas

Esc B: 1.º Vânia Neves (Viana NC, com recorde nacional); 2.º Filipa Pinheiro (SC Caminhense).

200m Mariposa

Esc F: 3.º Maria Ferreira (Vitória SC)

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS