BASQUETEBOL

Francisco Alves (ABVC): “subir à I Divisão é muito complicado, mas…”

“Subir à I Divisão é um objetivo complicado, mas devemos ser ambiciosos e tentar fazer sempre o nosso melhor”, disse Francisco Alves, treinador da Seleção Distrital de Sub-16 femininos da Associação de Basquetebol de Viana do Castelo.

A Seleção de Sub-16 femininos reuniu-se em dezembro em Ponte de Lima para preparar a Festa do Basquetebol e Francisco Alves gostou do que viu…

“Nota-se, claramente, os dois anos que elas estiveram sem competição. É preciso trabalhar e muito, mas essa é uma questão que não se aplica apenas à Seleção de Sub-16 da ABVC. A pandemia afetou todos os clubes e todos os escalões”, começou por referir o treinador das Sub-16 da Associação de Basquetebol de Viana do Castelo, que adiantou que mesmo assim “aquilo que encontrei neste regresso aos trabalhos da Seleção dá-me confiança. O nível pode não ser o que já foi noutros anos, o que será geral, mas há empenho e vontade das atletas de estarem ali”.

“ESTAR NA SELEÇÃO É UM PRIVILÉGIO”

De resto “o que eu lhes transmiti desde o início, é que estar na Seleção é um privilégio porque vão representar o distrito delas”, por isso, “acredito que vão dar sempre o seu melhor para dignificar a ABVC”.

Francisco Alves encontrou um grupo “muito heterogéneo, com alguma diferença de competitividade. Tenho atletas que já estão há algum tempo no Basquetebol e outras que tiveram pouco tempo”, mas garante que “todas elas se empenharam e entregaram aos trabalhos e saem destes treinos com a mínima noção do que queremos”.

Terminado este segundo momento de preparação para a Festa do Basquetebol, Francisco Alves não sabe quando poderá a Seleção reunir-se novamente, mas considera que “marcar presença na Festa do Basquetebol é importante… é uma experiência única para as atletas e uma forma delas perceberem a realidade do Basquetebol em Portugal. É essencial e fulcral para a formação das atletas e a verdade é que fez muito falta nestes anos em que não se realizou”.

CONVOCADAS

A Seleção de Sub-16 femininas trabalhou no Pavilhão Municipal de Ponte de Lima e a equipa técnica composta por Francisco Alves e Bruna Fernandes contou com um grupo de atletas empenhadas em ganhar um lugar na Seleção.

Assim, fizeram parte dos trabalhos as seguintes atletas:

ACB Barca: Jessica Lin e Matilde Silva.

Barca BC: Sara Gomes.

BC Limiense: Adriana Ramos, Dânia Vieira, Inês Barbosa, Inês Cerqueira, Lara Ramos, Laura Muliar e Matilde Cerqueira.

CB Viana: Bárbara Liquito, Carolina Correia, Carolina Reis, Filipa Loureiro, Francisca Santos, Inês Felgueiras, Mafalda Pequeno, Margarida Costa, Maria Pequeno, Maria Ribeiro e Mariana Gomes.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS