CICLISMO

João Matias (Louletano) segundo na chegada a Ovar

João Matias, ciclista de Barcelos que alinha no Louletano-Loulé Concelho, foi hoje segundo da segunda etapa do Grande Prémio de Ciclismo JN, que terminou na Avenida da Régua, em Ovar.

João Matias gastou 2:57:16 horas para percorrer os 124,5 quilómetros da etapa, fazendo o mesmo tempo do vencedor, Henrique Casimiro (Kelly/Simoldes/UDO.

Com o resultado da etapa de hoje, o ciclista barcelense ascendeu à 14.ª posição da Classificação Geral, estando a 21s do Camisola Amarela, Joaquim Silva (Tavfer-Measindot-Mortágua).

João Matias é agora terceiro na Geral por Pontos e na etapa de hoje vencei a Classificação dos Pontos Quentes.

O vianense César Fonte (Kelly/Simoldes/UDO) também chegou inserido no grupo do primeiro, cortando a meta na 17ª posição. César Fonte é 12.ª na Geral Individual.

O barcelense Pedro Silva (Rádio Popular-Boavista) foi 26.º na etapa de hoje, enquanto Pedro Miguel Lopes (Kelly) foi 29.º e Hélder Gonçalves cortou a meta na 38.ª posição.

O famalicense Tiago Machado terminou em 49.º e o seu colega de equipa Vinício Rodrigues foi 57.º. Roberto Cardos, vianense da Fortunna-Maia, foi 67.º, Marco Marques, a correr pelo Santa Maria da Feira/Segmento d’Época/Real, fez 74.º lugar, Diogo Costa (Fortunna-Maia) foi 80.º classificado.

O vimaranense João Salgado (Kelly) cortou a meta no 82.º lugar e Diogo Almeida (Porminho Team Sub-23) foi 102.º.

Para esta quinta-feira está marcada a terceira etapa, uma crono-escalada de 7,4 quilómetros, entre Santo Tirso e o alto de Nossa Senhora da Assunção.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS