CICLISMO

Carlos Cruz (SAERTEX) segundo no BTT Esposende

Carlos Cruz, da SAERTEX Portugal/ Edaetech, subiu ao segundo lugar do pódio no I BTT XCO de Esposende, prova pontuável para o Campeonato do Minho de BTT XCO – POPP Agency, que se realizou este domingo e contou com a presença de cerca de 350 ciclistas.

Num dia marcado pela chuva que se fez sentir durante toda a tarde, Carlos Cruz esteve na disputa pela vitória, andando sempre na perseguição a Vítor Santos, ciclista da AXPO/Firstbike Team/Vila do Conde, que liderou a corrida da primeira à última volta.

O ciclista vianense ainda conseguiu reduzir a desvantagem para Vítor Santos na última volta (de um minuto para 46s), mas o atleta do conjunto de Vila do Conde mostrou-se mais forte.

Na classificação geral de salientar ainda o quarto lugar do famalicense José Simões (Lobos Averomar BTT). O vianense Henrique Martins (Guilhabreu BTT) cortou a meta na sexta posição, José Ribeiro (Joane BTT/Trilhos Bike) foi sétimo e Fábio Oliveira (Domarsa) oitavo classificado.

O ciclista de Monção Rui Rêgo (MonçãoBike/Lusoprint/Bombos S. Sebastião) fez nono lugar enquanto os famalicenses Nuno Mesquita e João José Azevedo, ambos do Tomatubikers/Toyota – Macedo& Macedo, fizeram 11.º e 12.º lugar. César Oliveira (SAERTEX) foi 15.º

 

CARLOS CRUZ: “FOI UMA CORRIDA BEM DISPUTADA”

 

“Foi uma corrida muito bem disputada, que me correu bem, sem problemas mecânicos e senti-me bem fisicamente”, começou por afirmar Carlos Cruz.

O ciclista de Viana de Castelo referiu que “foi uma prova muito renhida até à quarta volta, em que andamos todos muitos próximos/juntos, exceto o Vítor Santos… Depois começou a abrir um bocado, mas nunca deu para estar “confortável”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS