CICLISMO

Iúri Leitão (Tavfer) 11.º na segunda etapa da Volta a Portugal

Iúri Leitão, ciclista de Viana do Castelo que alinha na Tavfer-Measindot-Mortágua, foi o ciclista minhoto melhor classificado na segunda etapa da 82.ª Volta a Portugal em Bicicleta, que ligou Ponte de Sôr a Castelo Branco, ao longo de 162, 1 quilómetros.

Iúri Leitão chegou integrado no primeiro grupo do pelotão, cortando a meta a 17s do vencedor, o norte americano Kyle Murphy (Rally Cycling).

Integrado no pelotão chegou ainda João Benta (Rádio Popular-Boavista), que fez 26.º lugar, enquanto o vimaranense Pedro Miguel Lopes (Kelly/Simoldes/UDO) foi 34.º e Tiago Machado (Rádio Popular) cortou a meta na 43.ª posição.

Ainda integrado no pelotão chegou Hélder Gonçalves (Kelly), que fez 67.º lugar, enquanto César Fonte fez 113.º lugar.

Em termos de classificação geral, o esposendense João Benta continua a ser o ciclista minhoto mais bem posicionado, ocupa a 27.ª posição, a 34s do Camisola Amarela Rafael Reis (EFAPEL).

Pedro Miguel Lopes é 29.º, a 35s do primeiro classificado, e ocupa a quinta posição na Classificação da Juventude.

O vianense César Fonte (Kelly) ocupa hoje a 32.ª posição, também a 35s de Rafael Reis; Tiago Machado é 59.º e Hélder Gonçalves ocupa o 63.º lugar e é sexto na Classificação da Juventude. Iúri Leitão ocupa a 100.ª posição.

A terceira etapa é o dia da subida à Torre, na Serra da Estrela. A viagem inicia-se na Sertã e até ao ponto mais alto de Portugal Continental os ciclistas vão percorrer 170,3 quilómetros.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS