CICLISMO

Sérgio Saleiro o melhor minhoto na Clássica de Melgaço

Sérgio Saleiro, CC Barcelos/A.F.F./Flynx/H.M. Motor, conquistou este sábado a Camisola Azul Arrecadações da Quintã de melhor corredor de equipas inscritas na Associação de Ciclismo do Minho na primeira Clássica de Melgaço, prova integrada no calendário nacional e pontuável para o Campeonato do Minho de Ciclismo de Estrada.

O ciclista barcelense cortou a meta na quinta posição, tendo percorrido os 103 quilómetros que ligou o Largo da Feira, no centro de Melgaço, ao Castro Laboreiro, em 03: 15:49h, gastando mais 41 segundos que o grande vencedor, Tiago Nunes (Silva&Vinha/ADRAP/Sentir Penafiel.

Promovida conjuntamente pela Associação de Ciclismo do Minho e pelo Município de Melgaço, a Clássica de Melgaço foi a prova que substitui este ano o Grande Prémio do Minho, que teve de ser suspensa devido à pandemia e às restrições que ainda marcam o país.

A corrida que contou com cerca de uma centena de ciclistas foi bastante mexida. Com os atletas a tentarem, desde a primeira hora, encetarem a fuga. Tiago Nunes (ADRAP), Sérgio Monteiro (Academia Ciclismo de Paredes) e João Martinho (AC Bruno Neves) foram os primeiros a conseguirem fugir ao pelotão ainda na primeira das duas voltas ao circuito. Sérgio Monteiro acabou por descair e foi absorvido pelo pelotão pouco depois.

Tiago Nunes e João Martinho foram apanhados pelo pelotão já na segunda volta.

É então que Luís Ribeiro, do CC Barcelos, tenta escapar e é acompanhado por Miguel Martins, do CC Loulé. O duo consegue ganhar algum terreno, mas o pelotão, ao contrário do que fez na primeira fuga, reagiu e não permitiu que Miguel Martins e Luís Ribeiro ganhassem grande vantagem.

À entrada para a subida para Fiães, que acabou por fazer a primeira seleção no pelotão, Luís Ribeiro descaiu, e saíram do pelotão em perseguição a Miguel Martins, Tiago Nunes e Diogo Pinto, da Academia Joaquim Agostinho.

Tiago Nunes e Miguel Martins foram aumentando a vantagem para o primeiro grupo do pelotão e mantiveram-se juntos até muito perto da meta. A pouco mais de 500m da meta Tiago Nunes atacou e já não obteve resposta de Miguel Martins.

Sérgio Saleiro tentou tudo por tudo para se chegar à frente no primeiro grupo de pelotão, mas no sprint final Diogo Martins acabou por ser o mais rápido, fez terceiro lugar e Martim Pontes (CC Loulé) foi quarto classificado.

Sérgio Saleiro, do CC Barcelos, que fez quinto lugar da geral com o mesmo tempo do terceiro classificado, recebeu a Camisola Azul, de melhor atleta da ACM.

Pedro Pinto (Seissa/KTM-Bikeseven/Matias & Araújo/Frulact) terminou na 12.ª posição, com o mesmo tempo do terceiro, e foi o segundo na Classificação de Melhor Atleta da ACM, enquanto Luís Lemos, que foi 15.º na prova, foi o terceiro na Camisola Azul.

No top 20 da Clássica de Melgaço ficaram ainda Diogo Saleiro e André Ribeiro (CC Barcelos). Rafael Barbas (Seissa) foi 25.º e Luís André Ribeiro (CC Barcelos) cortou a meta no 32.º lugar. Miguel Peixoto (Seissa) foi 40.º. Afonso Luz 42.º, Diogo Mendes (AC Paredes) 43.º, João Fernandes 49.º e Marcelo Soares (Seissa) foi 53.º. Leonardo Mendes, da Tensai/Sambiental/Santa Marta, fez 54.º lugar, Guilherme Rodrigues (Seissa) 57, Francisco Pereira (CC Barcelos) foi 61.º e Luís Ribeiro (AC Capital do Móvel) cortou a meta no 65.º lugar.

No final Tiago Nunes conquistou a Camisola Amarela e a Camisola Laranja, de melhor atleta de primeiro ano de Juniores. Sérgio Saleiro venceu a Camisola Azul.

Por equipas, o CC Barcelos voltou a estar em destaque fazendo segundo lugar, atrás do Centro Ciclismo de Loulé. O Bairrada terceiro.

SÉRGIO SALEIRO: “EU QUERIA GANHAR A CORRIDA”

Sérgio Saleiro, do CC Barcelos, sagrou-se o melhor ciclista do Minho, terminando na quinta posição da geral. O ciclista de Barcelos confessa que queria mais…

“É obvio que eu queria mais. Não estou satisfeito com o quinto lugar, nem com o facto de ser o melhor minhoto. Eu queria ganhar a corrida. Foi com essa ideia que eu vim para a aqui, mas foi como se desenrolou a corrida e eu tentei fazer o meu melhor”, disse Sérgio Saleiro.

Sobre a corrida em si, o ciclista de Barcelos considerou que “a parte pior foram as subidas, mas a última fez-bem, em bom ritmo e tranquilo”.

Sérgio Saleiro considera que “esta é uma boa corrida, acho que podiam continuar a fazê-la porque é uma prova dura e exigente, que reparte muito os atletas e determina quem são os melhores”.

Sérgio Saleiro está no seu último ano de Juniores e, devido à pandemia, não conseguiu participar no GP Minho… “tenho pena de não poder fazer o GP Minho. Era uma corrida diferente, por etapas, que nos permitiria preparar melhor a Volta a Portugal”.

TIAGO NUNES: “ESTOU SEM PALAVRAS”

“Estou bastante feliz com esta vitória porque é uma conquista muito grande. Já estava há algum tempo a rondar o primeiro lugar, mas só tinha conseguido ser terceiro e segundo, mas finalmente surgiu a vitória. Estou sem palavras e estou bastante feliz com isso”, foi assim que Tiago Nunes, vencedor da Clássica de Melgaço, começou por abordar a vitória.

“O meu objetivo sempre foi a vitória. Era um percurso que se adaptava bem às minhas características, eu adoro subir e esta parte final para mim era um mimo… quando vi o percurso tracei como objetivo a vitória”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS