NATAÇÃO

Joana Maia (SC Braga) e Adriano Niz (GDN Famalicão) batem recordes nacionais em Masters

Joana Maia, do SC Braga, e Adriano Niz, do GDN Famalicão, estiveram em grande destaque na primeira sessão do Campeonato Nacional Masters I Open de Verão, que está a decorrer nas Piscinas Municipais de Famalicão.

Joana Maia bateu o recorde nacional dos 200m Bruços, no Escalão B, ao fazer o tempo de 2:46:69m.

Adriano Niz, do GDN Famalicão, alcançou um novo máximo nacional nos 200m Bruços no escalão C, tendo-se sagrado Campeão Nacional com a marca de 2:42:04m.

Dos restantes resultados de salientar a prestação do SC Caminhense, que sai deste primeiro dia de provas com dois títulos de Campeão Nacional.

Assim, Emílio Garmendia sagrou-se Campeão Nacional dos 50m Mariposa no Esc. C, enquanto Filipa Mendes venceu a prova dos 100m Costas esc. A.

Também o Viana NC arrecadou duas vitórias nesta primeira sessão.  Carlos Alberto Couteiro venceu os 100m Costas Esc. K e José Couteiro é Campeão Nacional dos 50m Mariposa esc. E.

Ana Alves, do Vitória SC, foi a outra minhota a subir ao lugar mais alto do pódio no primeiro de provas. A nadadora do clube de Guimarães venceu a prova dos 200m Livres Esc. A.

OUTROS RESULTADOS

800m Livres

Esc. C: 3.º Hélio Machado (GDN Famalicão)

Esc. D: 3.º George Junior (Vitória SC)

200m Bruços

Esc A: Gonçalo Meneses (SC Braga)

Esc B: 3.º Luís Gomes (VSC)

Esc C: António Costa (GDNF)

50m Mariposa

Esc. B: Jorge Maia (GDNF)

Esc. G: 3.º Nuno Albuquerque (SCB)

200m Livres

Esc. F: 3.º Maria Ferreira (VSC)

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS