VOLEIBOL

Vitória SC aponta à subida à I Divisão

Subir ao Campeonato Nacional da I Divisão de Voleibol Feminino é a grande meta do Vitória SC, equipa que se apresentou ao princípio tarde, numa cerimónia que decorreu na Casa do Penedo, em Fafe, considerado um dos projetos arquitetónicos mais estranho do mundo.

O Vitória SC apresenta para a nova época duas caras novas: as brasileiras Nayara Ferreira (ex-Rec. Volley, França) e Marina Scherer (ex-Club Voleibol Elche, Espanha), que assim se juntam aquela que será a mais jovem de voleibol que vai disputar a Poule de Acesso à I Divisão, já na segunda semana de setembro.

“A META É A SUBIDA DE DIVISÃO”

Apesar da juventude, Óscar Barros, treinador da equipa Sénior e Coordenador Técnico da Formação Feminina do Vitória SC, não tem dúvidas: “a meta é a subida à I Divisão”. E o Vitória SC tem a primeira oportunidade para garantir a subida já em setembro…

“Nós estamos ainda a disputar a parte final da época passada. Vamos disputar a Poule de Subida e vamos tentar assegurar a subida à I Divisão. Sabemos que na Poule vão estar equipas muito fortes que se apetrecharam muito bem, com muita qualidade e, sabendo nós que o Vitória SC é o que tem a equipa mais jovem de todas”, disse Óscar Barros.

PREPARADOS PARA JOGAR NA I DIVISÃO

Quanto à próxima época, o treinador do Vitória SC referiu: “em função daquilo que conseguirmos nesta primeira fase traçaremos os nossos objetivos. Se conseguirmos subir, ótimo. Estaremos preparados para disputar o Campeonato Nacional da I Divisão. Se não tivermos essa sorte, se não formos capazes o suficiente para subir nesta Poule, aquilo que vamos, com toda a certeza, é trabalhar para subir na fase regular”.

“A subida de divisão é a nossa meta” garantiu Óscar Barros, que sobre a juventude do plantel salientou que “tem aspetos positivos e negativos. Naturalmente, focamo-nos nos aspetos positivos, pela irreverência, pela forma como se entrega e trabalha. É uma equipa que está a trabalhar muito, abdicou das férias e está a treinar três vezes por dia e isso é de realçar. Apesar de jovem temos uma equipa de qualidade, porque temos um grupo mais experiente que nos dá essa qualidade”.

Óscar Barros lembrou ainda que “esta equipa é formada por 60 por cento de atletas formadas no clube, o que me parece de realçar. Há uma postura que identifica muito a equipa com o clube e que passa a imagem que queremos contruir, uma imagem de qualidade que identifica o clube”.

O Vitória SC está a trabalhar há cerca de mês e meio e Óscar Barros refere que “o mais difícil foi recuperar do ponto de vista físico as atletas para voltar a treinar. Digamos que tivemos de fazer uma pré-pré-época. Mas tenho de salientar o espírito de sacrifício das atletas, que estão a trabalhar há mês e meio, mesmo com todas as contingências e restrições, mas conseguiram fazer das dificuldades forças” e acrescentou: “posso dizer que estamos mais fortes, mais consistentes e o caminho que queremos é este para colocar o Vitória SC na elite do voleibol nacional, que é, aliás, onde um clube tem de estar”.

O Vitória SC fez a sua apresentação na Casa do Penedo, um dos patrocinadores da equipa, e Óscar Barros afirmou que “queremos agradecer a este nosso patrocinador, a Casa do Penedo, pela vontade que demonstrou em associar a sua imagem, uma imagem que tem algum peso em termos internacionais, pois é considerada uma das casas mais bonitas esquisitas do mundo. E associar a sua imagem à equipa feminina do Vitória SC é uma honra. Há aqui uma comunhão de vontades que se proporcionou”.

De resto, o dia de hoje serviu ainda para a equipa conviver num contexto diferente: “esta é uma oportunidade de integrar as atletas novas e de passar algum tempo juntos fora do contexto de treino, que também faz falta e torna a equipa mais forte”.

DUAS CARAS NOVAS NO PLANTEL

A equipa do Vitória SC é composta pelas equipas atletas:

Líberos: Joana Bragança, Márcia Costa e Mariana Pinto.

Oposta: Ana Rita Novais.

Centrais: Margarida Fernandes, Beatriz Machado e Marta Araújo.

Zona 4: Isabel Castro, Bruna Moura, Nayara Ferreira (ex-Rec. Volley, França), Bruna Rosa e Juliana Silva.

Distribuidoras: Margarida Valentim, Mariana Freitas e Marina Scherer (ex-Club Voleibol Elche, Espanha).

Treinador: Óscar Barros

Treinador Adjunto: Rui Oliveira e Eduarda Oliveira.

Preparador físico: Francisco Costa

Comentários

Artigos relacionados

Ver também
Fechar
Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS