CICLISMO

Minhotos partem à conquista da Prova de Abertura

O Minho tem um forte contingente de ciclista na Prova de Abertura – Região de Aveiro, primeira jornada da Taça de Portugal Jogos Santa Casa na vertente de estrada, que se realiza domingo e liga Albergaria-a-Velha e Vagos, numa extensão de 174,5 quilómetros.

Para a primeira prova de estrada do ano estão inscritos mais de 150 ciclistas, entre os jovens que se estreiam em Sub-23 aos Elites, que preparam na zona de Aveiro a sua participação na Volta ao Algarve, que se realiza na próxima semana, e à Seleção Nacional, que é formada por corredores de BTT, estrada e pista.

Em todos os casos, o Minho está bem representado. Ontem falamos aqui dos estreantes no escalão, como é o caso de Marco Marques, Flávio Fernandes, Pedro Silva, Diogo Almeida e Daniel Dias.

João Salgado

Ainda em Sub-23, mas a entrar para o segundo ano no escalão, marcam presença Carlos Barreiros, ciclista de Viana do Castelo que alinha no Aluminios Cortizo, João Salgado, ciclista de Guimarães que representa a JV Perfis – Gondomar Cultural, Vinício Rodrigues, atleta da zona de Arcos de Valdevez que alinha na Rádio Popular – Boavista, e José Dias, ciclista de Barcelos que representa a Fortunna Maia.

JOSÉ DIAS “VOU DAR TUDO O QUE TENHO”

José Dias, ciclista de Barcelos que representa pelo segundo ano consecutivo o Fortunna Maia, parte determinado em fazer uma boa corrida.

Longe da sua melhor forma depois de ter tido alguns problemas de saúde, José Dias garante, no entanto, que “vou dar tudo o que tenho para ajudar a equipa”.

“Fiz uma boa preparação para esta prova e estava muito bem preparado, mas tive alguns problemas de saúde que me afetaram. Agora encontro-me melhor, mas longe de estar a 100%. No entanto, vou participar na Prova de Abertura e vou dar tudo o que tenho, pois a equipa precisa de ganhar pontos para o ranking nacional” referiu o ciclista de Barcelos.

Sobre a prova em si, José Dias referiu que “vai ser uma prova com um percurso simples, mas com uma passagem na subida de Talhadas que é muito dura, espero conseguir passar com o grupo da frente”.

JOÃO SALGADO “ESTOU UM POUCO ANSIOSO”

João Salgado, ciclista de Guimarães que representa a JV Perfis – Gondomar Cultural, diz-se preparado e motivado para o arranque da época de estrada, mas confessa “estou um pouco ansioso”.

Uma lesão arreliadora impediu-o de dar o seu melhor na época passada, mas este ano a preparação tem corrido da melhor forma: “tenho estado a fazer um bom trabalho desde que começou a época do ciclocrosse. Acredito que estou bem para começar a temporada”.

VINÍCIO RODRIGUES “ESTOU A FAZER UMA BOA PREPARAÇÃO PARA ENTRAR BEM”

Vinício Rodrigues, ciclista dos Arcos de Valdevez que este ano representa a Rádio Popular – Boavista, está confiante para a prova de domingo.

A Rádio Popular – Boavista tem estado em estágio para preparar o arranque da época e Vinício Rodrigues diz-se preparado…

“Estou a fazer uma boa preparação, o estágio também está a correr bem e espero estar apto para fazer uma boa Prova de Abertura”, começou por salientar o ciclista dos Arcos de Valdevez.

Vinício Rodrigues acredita que o trabalho que tem feito o vai ajudar a estar “bem na primeira parte da época”.

CARLOS BARREIROS: “VOU DAR O MELHOR PARA AJUDAR A EQUIPA”

Carlos Barreiros, ciclista de Viana do Castelo que alinha na equipa espanhola do Aluminios Cortizo, parte confiante para a corrida de domingo.

“É o meu primeiro grande desafio desde há um ano atrás. Vou dar o meu melhor como sempre e ajudar a equipa no que for necessário” começou por afirmar Carlos Barreiros.

O ciclista de Viana do Castelo, que participou recentemente nos Campeonatos Nacionais de Pista e no Troféu Internacional de Pista, diz-se preparado para a nova aventura.

“A cada semana sinto-me melhor, ainda não estou a 100%, mas isso não me desmotiva, estou focado em evoluir para os objetivos pessoais e da equipa serem cumpridos”, referiu Carlos Barreiros.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS