FUTSAL

ACRD Nespereira: “temos um grupo unido e ansioso por regressar”

“A equipa estará, certamente, preparada para o regresso à competição forte e motivada logo que tal seja permitido” foi assim que Pedro Faria, treinador do ACRD Nespereira, começou por abordar o futuro e o possível regresso à competição.

O ACRD Nespereira participa no Campeonato Distrital de Futsal Seniores Femininos da Associação de Futebol de Braga e ocupava a quinta posição quando os campeonatos foram interrompidos devido ao novo confinamento. Para além de não poder competir, o conjunto da zona de Guimarães, tal como a maior parte dos clubes das modalidades amadoras (exceto I Divisão e Taça de Portugal) viu-se obrigado a parar com os treinos presenciais, estando as atletas a treinar em casa…

Pedro Faria garante que a equipa está “a viver este confinamento com os cuidados necessários para que logo que possível possamos regressar ao ativo”.

TREINOS DE CASA AO RITMO DE CADA ATLETA

As atletas do ACRD Nespereira continuam a treinar, mas de casa e sob as indicações de Pedro Faria, que salientou que “inicialmente tentamos arranjar forma de manter rotinas de treino online para todo o grupo, tivemos dificuldade por diversos motivos em pôr essa ideia em prática”. Por isso “neste momento temos a equipa a fazer treinos com elementos cujas disponibilidades em termos de horários sejam equivalentes. Em certos casos as atletas treinam individualmente”.

Questionado sobre se teme que esta nova paragem venha a afetar o projeto do ACRD Nespereira, Pedro Faria foi peremptório: “não receio que a paragem afete o projeto” e adiantou: “temos um grupo unido e ansioso pelo momento de voltarmos à normalidade, pelo que não espero desistências. Muito pelo contrário, conto com um regresso em força para dar seguimento aos bons indicadores deixados no que já foi feito esta época”.

“DAR SEQUÊNCIA AO TRABALHO QUE CONSEGUIMOS REALIZAR ATÉ AQUI”

Quanto a objetivos, o treinador do ACRD Nespereira afirmou que “os objetivos para o que resta da época passam por dar sequência ao trabalho que conseguimos realizar até aqui. Fizemos um Torneio de Início muito interessante, estamos à condição na segunda posição (sendo que o pior cenário será ficar em terceiro). No Campeonato Distrital, apesar dos resultados não terem sido tão animadores, a verdade é que acabamos por discutir o resultado até ao último segundo em todos os jogos, com exceção do jogo com a Fundação (tivemos um empate e duas derrotas pela margem mínima) numa altura em que estávamos muito limitados devido a cinco casos positivos de Covid”.

Aliás os casos Covid que foram surgindo na equipa acabaram por dificultar o regresso do conjunto de Guimarães às competições… “o regresso depois do primeiro confinamento foi complicado devido a esses mesmos casos de Covid no plantel que levaram, inclusivamente, ao isolamento de todo o departamento”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS