Sem categoria

Esacro conquista cinco medalhas na Global Dance Open: “excedemos as melhores expetativas”

“Ultrapassamos as melhores expetativas. Conseguimos cinco pódios, duas pratas e três bronzes, o que para nós foi espetacular”, foi assim que Emídio Santos, coordenador da Esacro Associação, comentou a participação da equipa final Internacional do Global Dance Open, que se realizou no fim de semana na Exponor.

A equipa de Famalicão, que representou Portugal, alcançou um lugar de destaque ao fazer cinco pódios na categoria de Acrodance.

Emídio Santos refere que “nós partimos para esta prova com algumas expectativas, mas foram excedidas” e adiantou que “isto acaba por ser o resultado do trabalho que temos vindo a fazer”.

Para além do trabalho, a equipa “também está muito motivada com o que temos conseguido fazer e isso ajudou bastante a alcançar estes resultados”.

Emídio Santos lembra que “nós temos conseguido fazer um trabalho bastante bom ao longo destes tempos. Mesmo na parte da pandemia, e dentro do que era possível, conseguimos manter o nível de treino elevado”.

PREPARAR A FINAL MUNDIAL DA DANCE WORLD CUP

Esacro Associação consegue assim, num curto espaço de tempo, destacar-se na Acrodance. Em abril a equipa de Famalicão assegurou a presença na Final Mundial de Acro Dance, Dance World Cup, que se vai realizar em S. Sebastião, Espanha, entre os dias 24 de junho e dois de julho. E esta semana subiu ao pódio na final Internacional do Global Dance Open…

“Para nós que somos uma instituição jovem, com apenas seis anos, estes resultados são importantes, mostram que apesar de jovem podemos competir com as melhores escolas mundiais da categoria”, refere Emídio Santos.

A equipa já regressou, entretanto, aos trabalhos… “nós continuamos sempre com o mesmo nível de treino elevado e nas interrupções letivas aproveitamos para treinar mais”, referiu aquele responsável, que salientou que “esta é uma modalidade que requer treino contínuo e não podemos parar muito tempo”.

Como foi esta semana de trabalhos depois da equipa ter conquistado resultados tão animadores?  “Tivemos de gerir a parte emocional dos atletas… durante os primeiros dois treinos foi mais festejar, mas depois foi regressar ao trabalho e aproveitar que eles estão muito motivados para fazer mais e melhor”.

GRUPO GRANDE E QUARTETO ACRO CONQUISTAM SEGUNDO LUGAR

A Esacrwhwo conquistou na Exponor duas medalhas de prata e três de bronze. O Grupo Grande Acro com a coreografia “Aladdin” alcançou a segunda posição, com a pontuação mais alta do escalão. O grupo era composto por Maria Inês Sampaio, Ana Luís Alves, Margarida Marques, Inês Carvalho, Francisca Gomes, Carolina Gomes, Gonçalo Cândido, Maria Inês Horta, Leonor Peniche, Maria Beatriz Santos, Rita Almeida, Bárbara Costa e Matilde Faria. Este grupo obteve a pontuação mais elevada do seu escalão.

Subiram ainda ao segundo lugar do pódio, o Quarteto Acro com a coreografia” Angels and devils” e era composto por Maria Beatriz Santos, Iara Moreira, Margarida Marques e Joana Marques. Também aqui o grupo conseguiu a melhor classificação do escalão.

TRÊS MEDALHAS DE BRONZE

O Grupo Pequeno Acro conquistou a medalha de bronze, através de Ana Margarida Marques, Joana Marques, Francisca Gomes, Carolina Gomes, Gonçalo Cândido, Maria Inês Horta e Maria Beatriz Santos, que apresentaram a coreografia “In the Rain”.

A Dupla Acro Maria Beatriz Santos e Gonçalo Cândido apresentaram a coreografia “Doll” e subiram ao terceiro lugar do pódio, tal como a Dupla Acro no escalão Júnior Maria Rocha e Beatriz Cruz, com a coreografia “Friendship”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS