HÓQUEI EM PATINS

Seleção de Sub-15 da AP Minho com presença positiva no Torneio dos Reis

A Seleção Regional de Sub-15 da Associação de Patinagem do Minho teve uma presença “muito positiva” no XV Torneio dos Reis Celestino Brito, que se realizou no fim de semana no Pavilhão Municipal de Valongo.

Filipe André Carneiro, selecionador regional, gostou do que a equipa conseguiu fazer e salienta a evolução do grupo…

“O Torneio dos Reis correu de uma forma muita positiva, a equipa esteve muito competitiva, conseguimos encarar os desafios com seriedade e alguns deles até com resultado acima do expectável. O que demonstra que a equipa está no caminho certo e que temos valor!”, começou por afirmar Filipe André Carneiro.

“MUITO CONTENTES COM A EVOLUÇÃO QUE A EQUIPA ESTÁ A ALCANÇAR”

O selecionador regional salientou que “o facto das outras seleções terem cinco e seis jogadores do mesmo clube, vem ainda dar mais valor ao que a nossa equipa consegue fazer! Cada torneio que passa a equipa vem crescendo e estamos muito contentes com a evolução que a equipa está a alcançar”.

Terminado mais um torneio, Filipe André Carneira refere que “agora é tempo de ver a evolução das equipas no campeonato, ver os trabalhos que os clubes estão a desenvolver e que agora começam a ter maior peso após uma grande paragem”.

“Os treinadores começam também a ter as equipas modeladas aos seus princípios e formas de jogar e isso também vai ser positivo para os seus atletas e competitividade do campeonato e nós continuamos atentos para reforçar. se for o caso, esta seleção”.

Devido à pandemia e aos ajustes que os campeonatos terão de sofrer, o próximo torneio ainda não tem data definida: “é trabalho que as associações têm para solucionar”, disse Filipe André Carneiro, que referiu que “a Seleção do Minho voltará a treinar em fevereiro e cada vez mais vamos aumentar a frequência das concentrações a fim de preparar a equipa para o grande torneio do Inter-Regiões”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS