CICLISMO

Leandra Gomes vence em Porto de Ave, Marta Branco sagra-se Campeã do Minho

Leandra Gomes, da AXPO/FirstBike Team/Vila do Conde, foi a grande vencedora do 4.º BTT XCO Tesouros do Ave, prova que se disputou este domingo no circuito de Cross Country Olímpico de Porto de Ave e decidiu os títulos de Campeonato do Minho de BTT XCO – POPP Agency.

Num dia excelente para a prática da modalidade e numa pista muito atrativa, que cativou graúdos e miúdos, Leandra Gomes não teve dificuldade sem impor-se na prova de Elites femininas.

Leandra Gomes, que, praticamente, corria em ‘casa’, liderou a corrida do princípio ao fim, tendo como companheira Tânia Lima, também da AXPO, que cortou a meta na segunda posição.

Na terceira posição ficou Marta Branco, que gastou mais 15m que a vencedora, mas assegurou a conquista do título de Campeã do Minho. Joana Santos (Tomatubikers/Toyota Macedo&Macedo) terminou na quarta posição.

LEANDRA GOMES “SENTI O CALOR DA PÓVOA DE LANHOSO”

No final da corrida, Leandra Gomes, ciclista da Póvoa de Lanhoso, mostrou-se feliz pela vitória: “foi muito bom vencer em casa” e adiantou: “senti-me muito bem nesta prova. Senti o calor da Póvoa de Lanhoso em pista e isso é uma grande motivação para quem está a correr”.

Leandra Gomes conhece bem a pista de XCO de Porto de Ave… “conheço bem a pista, costumo treinar cá e apesar de ter algumas alterações em relação à última prova que fiz aqui, adaptei-me bem”.

Questionada sobre se isso foi uma vantagem, Leandra Gomes afirmou que “encaro isto muito na desportiva. Fico satisfeita por ter vencido e por tudo aquilo que esta vitória acarreta. Se é uma vantagem eu conhecer a pista, de treinar aqui…talvez seja”.

Leandra Gomes regressa à competição de XCO depois de dois anos ausente e logo com uma vitória em ‘casa’ e o segundo lugar do pódio no Campeonato do Minho. “há dois anos que estava desligada do cross, estava mais virada para o Enduro, onde tinha alguns objetivos mais para o Enduro, mas acabei por regressa à base”.

É a vertente que gostas mais? “Eu não consigo decidir qual a modalidade dentro do ciclismo que gosto mais. Apenas não experimentei o Ciclismo de Estrada, mas dentro do BTT eu gosto de tudo e, por isso, acaba por ser um pouco difícil decidir. No início da época tenho que me concentrar muito para definir um objetivo para a época e qual é a vertente que vou insistir mais”, até porque “isto de trabalhar ao mesmo tempo estudar e competir é muito difícil”.

Quanto ao futuro, Leandra Gomes “vou continuar no Cross mas virada para o Regional do Minho e talvez o Enduro… mas depende como correr a pré-época e o trabalho. Não consigo definir as coisas assim a tão longo prazo”.

Na hora de festejar, Leandra Gomes fez questão de deixar umas palavras a dois colegas que sofreram um acidente… “Dedico esta vitória ao Jacinto e à Rita Vale, que sofreram um acidente e estão a recuperar do hospital. É para eles esta vitória”.

JOÃO ROCHA DOMINA EM MASCULINOS… JOSÉ SIMÕES O MELHOR MINHOTO

João Rocha (Maiatos) dominou por completo a prova de Elites masculinos, que teve em José Simões, famalicense que alinha nos Lobos Averomar BTT, o melhor minhoto em prova.

O ciclista do Maiatos assumiu a liderança na primeira volta ao circuito e foi aumentando a vantagem. Terminou ao fim de 1h12m48s de prova, deixando o segundo classificado, o seu colega de equipa Rui Ferreira, a mais de dois minutos de diferença.

Na terceira posição, e com um atraso de cerca de quatro minutos, terminou Vítor Santos (AXPO), que acabou, no entanto, por se sagrar Campeão do Minho em Elites.

José Simões, famalicense que este ano corre com as cores do Lobos Averomar BTT, foi o ciclista minhoto melhor classificado em Porto de Ave. O ciclista famalicense cortou a meta na sexta posição e terminou no pódio do Campeonato do Minho em Elites.

Destaque ainda para Henrique Martins, Guilhabreu BTT, que terminou em oitavo, enquanto Rui Rêgo (MonçãoBike/LusoPrint/Bombos S. Sebastião) foi 10.º e o seu colega de equipa Ivan Sá foi 11.º, José Ribeiro (Joane BTT/Trilhos Bike) terminou na 12.ª posição e Carlos Viana (Casa Myzé Team) foi 13.º.

JOÃO ROCHA: “DIFÍCIL É SEMPRE”

João Rocha, ciclista do Maiatos, considerou que a vitória foi difícil e serve de preparação para as provas que se seguem… “Difícil é sempre porque apesar de andar isolado, praticamente, desde início, procurei impor um ritmo elevado para treinar para outras ocasiões. Nem sempre é assim e nós temos de estar preparados para todas as circunstâncias. Hoje tive adversários à altura, mais consegui controlar e fazer uma corrida, praticamente, a solo”.

Quanto à pista, João Rocha referiu que “gosto muito desta pista, traz-me boas recordações, pois foi aqui que venci o meu primeiro nacional. De resto, nesta pista a minha meta é sempre vencer”.

João Rocha prepara-se agora para participar na prova da Taça de Portugal: “o meu objetivo é fazer top3 ou top5. Este ano não está a correr tão bem como esperava, mas espero conseguir um bom resultado na prova da Taça de Portugal”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS