CICLISMO

Pedro Miguel Lopes segundo na Classificação Juventude

Pedro Miguel Lopes, ciclista de Guimarães que alinha na Kelly/Simoldes/UDO, terminou no pódio da Classificação da Juventude (Camisola Branca) da 82.ª Volta a Portugal em Bicicleta, que terminou esta tarde com um Contrarrelógio Individual disputado em Viseu.

Pedro Miguel Lopes foi segundo classificado na Classificação Geral da Juventude, terminando a menos de um minuto do vencedor, Abner Gonzalez, da Movistar.

O ciclista de Guimarães, que hoje fez o 40.º lugar no Contrarrelógio, a 2.50m do vencedor Rafael Reis (EFAPEL, termina esta edição da Volta a Portugal no 31.º lugar da Geral Individual, sendo, aliás, o melhor ciclista minhoto.

César Fonte, vianense da Kelly, foi hoje 51.º classificado no Contrarrelógio e termina a Volta a Portugal em 33.º lugar.

O vianense alcançou ainda o 26.º lugar na Geral da Montanha, foi 28.º no Combinado e 31.º na Geral dos Pontos.

HÉLDER GONÇALVES COM ESTREIA POSITIVA

Hélder Gonçalves, o barcelense da Kelly, estreou-se na Volta a Portugal e esteve em grande destaque. O barcelense fez quarto lugar na Geral da Juventude, ficando a 32s do pódio.

Hélder Gonçalves, que hoje fez o 73.º lugar no CR, termina a sua primeira volta no 36.º lugar da Geral Individual.

O barcelense, que esteve em destaque na sexta etapa que decorreu no Minho, foi ainda 29.º na Geral por Pontos, 35.º na Geral de Montanha e 33.º no Combinado.

A 82.ª Volta a Portugal teve como grande vencedor Amaro Antunes, da W52-FC Porto. Maurício Moreira (EFAPEL) foi segundo, ficando a 10s do vencedor, e Alejandro Marque (Atum General/Tavira/Maria Nova Hotel) foi terceiro.

A EFAPEL venceu a classificação por equipas, com seis etapas ganhas na Volta a Portugal. Rafael Reis conquistou a camisola dos pontos, Bruno Silva (Antarte-Feirense) a camisola da montanha, e Abner González (Movistar) a camisola da juventude.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS