Sem categoria

Rogério Castro e Mariana Afonso no pódio do Nacional de Trial

Rogério Castro e Mariana Afonso, atletas da Associação Clube Moto Galos de Barcelos, subiram ao pódio na jornada dupla do Campeonato Nacional de Trial 2021, que decorreu no fim de semana, em Fontes, Santa Marta de Penaguião.

Depois de um ano de paragem forçada devido à pandemia, o Campeonato Nacional de Trial regressou com um formato inédito que incluiu duas corridas. O intenso calor que se fez sentir obrigou a adaptações de última hora, como a redução para três voltas e o adiamento da hora de partida, no sábado, para as 15.30h.

A discussão pela liderança foi bastante animada em todas as classes. Rogério Castro e Mariana Afonso, da Associação Clube Moto Galos de Barcelos, integraram a categoria TR2.

O estreante Rogério Castro venceu a prova de domingo, depois de ter feito terceiro lugar na primeira prova. Duas subidas ao pódio numa estreia auspiciosa enquanto atleta federado da modalidade: “é uma sensação fantástica, com os resultados a coroar o muito trabalho e dedicação”, disse o atleta do clube de Barcelos.

Mariana Afonso, de 16 anos, foi segunda classificada em ambas as corridas. Sábado terminou com a mesma pontuação que Rita Vieira, a quem foi atribuído o triunfo pelo menor número de zonas onde penalizou.

“Ascendi a TR2 e fiquei contente com esta experiência. Para uma piloto jovem como eu é positivo começar com dois pódios. O objetivo é continuar a trabalhar e a evoluir”, disse Mariana Afonso.

A segunda etapa do Campeonato Nacional de Trial está marcada para um de agosto, em Paços de Ferreira. Barcelos acolhe a competição, no Monte do Facho, no feriado de 5 de outubro, numa organização da Moto Galos.

Segue-se Amarante (a 14 novembro) e Cinfães (a 15 dezembro).

MARIANA AFONSO RUMA A ESPANHA

Mariana Afonso ruma no próximo fim de semana a Pobladura de las Regueras, perto de

Léon, para disputar o Campeonato de Espanha de Trial.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS