CANOAGEM

Antoine Launay já treina em Oshu

Antoine Launay, canoísta da DKC de Viana que está ao serviço da Seleção Nacional de Slalom, já se encontra a treinar em Oshu, Japão, tendo em vista a sua participação nos Jogos Olímpicos de Tóquio, que arrancam a 23 de julho.

Antoine Launay foi o primeiro atleta português a chegar ao Japão e não perdeu tempo, tendo iniciado já a sua preparação…

“Comecei a treinar no dia seguinte à minha chegada”, começou por afirmar o canoísta da DKC de Viana, que salientou que “o curso está melhor do que eu esperava. É, realmente, muito rápido, longo e com água transparente, é muito gostoso ver água pura assim”.

“AS CONDIÇÕES AQUI SÃO ÓTIMAS”

Antoine Launay, que chegou ao Japão no sábado, ficou agradado com as condições que entrou em Oshu: “as condições aqui são ótimas, com ótimas refeições dietéticas feitas por um chef, um carro alugado para me deslocar, seja para ir à academia ou o que for. Temos um tradutor para nos ajudar sempre que precisarmos e temos sempre um membro do município para nos ajudar se necessário. Estamos em bangalôs privados para evitar qualquer contato com pessoas de fora e estamos a 1,5 km do curso de canoagem”.

“Sinceramente, estou vivendo um sonho com essas condições. Nunca tive condições de treino tão boas como aqui. Eu estou feliz. As Olimpíadas, realmente, começam aqui para mim e é muito bom começar assim”, disse.

Quanto à adaptação a Oshu e ao ambiente do Japão, Antoine Launay salientou que “está a correr tudo bem. O chef respeita os meus pedidos de alimentação dietética, vistos com o médico que me segue. Então as refeições estão bem adaptadas aos meus pedidos e o fuso horário está indo bem. Tomo um produto natural e acima de tudo uso óleos essenciais recomendados pelo médico que me acompanha. É mágico como o sono vem rapidamente com esses produtos”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS