VOLEIBOL

AD Esposende prepara-se para arrancar época em setembro

A Associação Desportiva de Esposende está a trabalhar para dar início à nova época desportiva em setembro, embora se sinta ainda “pouco à vontade” com toda a incerteza provocada pela pandemia. O clube de Esposende, que deu nas vistas a época passada ao colocar a equipa Júnior no Campeonato Nacional, sabe que não vai poder contar com a totalidade das suas atletas, que estão a ser cobiçadas por outros clubes.

“Queremos arrancar em setembro, embora não estejamos nada confortáveis com o que nos espera com a reabertura das escolas”, começou por referir Rui Pedro Ribeiro, responsável da secção de Voleibol da ADE.

Sobre as equipas, Rui Pedro Ribeiro referiu que “por agora a única certeza que temos é saída de algumas atletas, recrutadas por outros clubes!” e adiantou: “até ao momento temos a saída confirmada de uma atleta, mas podem sair mais. O assédio às nossas meninas é cada vez maior!”.

INÊS RIBEIRO RUMA AO AVC FAMALICÃO

A saída confirmada é a da distribuidora Inês Ribeiro, que vai reforçar a equipa de Sub-21 do AVC Famalicão.

Quanto aos treinadores, aquele responsável referiu que “os treinadores serão os mesmos da época passada”, embora ainda não estejam definidas as equipas… “tudo dependerá dos escalões que conseguiremos criar porque setembro traz sempre algumas movimentações, há sempre gente nova e as atletas que entram ou estão nas Universidades criam muitas indefinições”.

Certo é que o clube pretende manter as equipas Seniores, que militam no Campeonato Nacional da III Divisão, bem como equipas da Formação.

Interrogado sobre se teme que a longa paragem afaste atletas da modalidade e do clube, Rui Pedro Ribeiro explicou que “é difícil perceber os efeitos que a paragem terá. Acredito que cada atleta terá uma resposta diferente. A verdade é que o ser humano tem uma capacidade de adaptação incrível… e todos nós nos adaptamos e reinventamos, a relação dos atletas com o desporto poderá também sofrer alterações”, mas “a realidade é que quando a bola começar a saltar… duvido que alguém resista”.

“QUEREMOS TREINAR VOLEIBOL E FAZÊ-LO DE UMA FORMA APAIXONADA E MOTIVADA”

A ADE está parada desde março. O clube está apostado em regressar, se for possível, em setembro com todas as condições de segurança: “de momento estamos parados… e apostados em retomar os treinos no início de setembro. Entendemos que não se justificava fazer treinos, sem que fosse possível assegurar o distanciamento. Também não nos pareceu natural, fazer treinos coletivos de cariz individual… não corresponderia às expectativas das atletas e contribuiria para uma desmotivação para o treino, que é algo que nesta fase não necessitamos! Preferimos arrancar com todos os cuidados, mas sem limitações! Queremos treinar voleibol e queremos fazê-lo de forma apaixonada e motivada, sem receios e com os nossos objetivos de evolução sempre bem presentes!”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS