VOLEIBOL

Vítor Oliveira: “vão ser dois jogos difíceis…estamos preparados para a luta”

“Vão ser dois jogos muito difíceis, com equipas muito fortes, mas nós estamos cá para a luta” foi assim que Vítor Oliveira, treinador do AVC Famalicão, começou por abordar a jornada dupla do fim de semana.

Amanhã, o AVC Famalicão recebe o Sporting, às 17 horas, e domingo desloca-se à Vila das Aves para defrontar o CD Aves, também às 17 horas.

“São dois jogos de cariz muito difícil, mas nós estamos preparados para a luta. A semana de treinos correu muito bem. Depois do fim de semana menos conseguido, entendemos que tínhamos de mudar alguma coisa e a verdade é que a semana de trabalhos correu muito bem” disse o técnico do AVC Famalicão.

Vítor Oliveira lembrou que “este ano o campeonato é dificílimo, fizeram-se grandes apostas e há um grupo de equipas muito fortes. Nós tivemos contrariedades no nosso plantel, que não temos forma de colmatar, mas isso não nos impede de lutar pela vitória em todos os jogos e é isso que vamos fazer frente ao Sporting e CD Aves”.

O AVC Famalicão começa o fim de semana a receber o Sporting, equipa que defrontou e perdeu na semana passada… “conhecemos bem o Sporting, o seu poderio e as soluções. O jogo de semana passada não nos correu bem, estivemos mal. Já falamos sobre isso e esperamos não cometer os mesmos erros. Preparamo-nos bem para o jogo e vamos lutar pela vitória”.

PROGRAMA JOGOS

I Divisão

Sábado – 18.ª jornada

16h: GC Vilacondense – Vitória SC

17h: AVC Famalicão – Sporting CP

17h: SC Braga – AJM/FC Porto

11h: Boavista – Benfica

16h: Porto Vólei – Belenenses

16h: CD Aves – Clube K

Castêlo Maia – Leixões

Domingo – 19.ª jornada

15h: Porto Vólei – Vitória SC

16h: SC Braga – SL Benfica

17h: CD Aves – AVC Famalicão

11h: Castêlo Maia -Clube K

11h: Boavista – Belenenses

15h: AJM/FC Porto – Sporting

16h: Vilacondense – Leixões

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS