CANOAGEM

Darque KC na defesa do título do ‘Nacional’ de Esperanças de Slalom

A Darque Kayak Clube participa sábado no Campeonato Nacional de Esperanças, que se realiza no Centro de Alto Rendimento de Montemor-o-Velho, com o objetivo de revalidar o título que já lhe pertence há três anos.

A formação de Viana do Castelo apresenta-se com a maior comitiva entre os sete clubes que marcam presença nesta final, no total leva 30 atletas.

Américo Castro, presidente da Darque KC, considera que a luta pelo título é uma consequência do trabalho feito com no clube, mas o primeiro e grande objetivo é a formação e que os atletas desfrutem da canoagem.

“A Darque Kayak Clube é Tricampeã Nacional de Esperanças de Slalom em termos coletivos. Ou seja, há três anos consecutivos que vence essa competição e vai com vontade de defender e revalidar o título conforme é expectável”, começou por referir aquele responsável, que adiantou que “o primeiro grande objetivo da Darque KC no Campeonato Nacional é que os atletas desfrutem da competição e deem o seu melhor. Se a isso conseguirmos juntar o título será sempre melhor”.

 

PRIMEIRAS PAGAIADAS

 

Sábado realiza-se ainda as Primeiras Pagaiadas de Slalom, e tal como no Campeonato Nacional, a Darque é o clube com a maior comitiva, 18 atletas…. “nas Primeiras Pagaiadas vão participar atletas que iniciaram este ano. O objetivo da DKC como sempre é que os mesmos desfrutam da competição e deem o seu melhor”.

 

FORMAÇÃO INTEGRAL DOS CANOÍSTAS

 

A Darque KC é, a nível nacional, dos clubes que mais aposta na vertente de Slalom e Américo Castro refere que “francamente não sabemos se somos o clube que mais aposta nesta vertente da canoagem. A DKC tenta fazer uma formação integral do canoísta, e por esse facto os atletas de formação, Menores, Iniciados, Infantis e Cadetes treinam as várias especialidades que a canoagem fornece, tal como o slalom. A DKC possui uma quantidade apreciável de embarcações de todas as especialidades, por isso, o canoísta da DKC tem a oportunidade de desenvolver capacidades para águas lisas, para águas bravas e para mar”.

Comentários

Artigos relacionados

Ver também
Fechar
Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS