Sem categoria

André Pinto e André Gonçalves (VRL) no estágio da Seleção Nacional

André Pinto e André Gonçalves, do Viana Remadores do Lima, estão a participar no segundo estágio da Seleção Nacional de Remo do pós confinamento, que decorre em Coimbra.

André Pinto é um dos convocados da Seleção de Sub-23, que está a preparar o Campeonato da Europa da categoria que se realiza em Duisburgo, na Alemanha, em setembro, enquanto André Gonçalves está inserido na Seleção de Juniores que prepara o Campeonato da Europa de Juniores 2020, agendado para 26 e 27 de setembro na Sérvia.

ANDRÉ PINTO: “ESTÁ A SER UMA BOA OPORTUNIDADE DE MELHORIA E APRENDIZAGEM”

André Pinto, que também participou no primeiro estágio da Seleção Nacional de Sub-23, está satisfeito com a forma como os trabalhos estão a decorrer e salienta que estas são oportunidades para evoluir e aprender…

“O estágio está a correr muito bem” começou por dizer o remador de Viana do Castelo, que adiantou que “penso que está a ser uma boa oportunidade de melhoria e aprendizagem”.

“Damos, nestes dias, o foco especial e o empenho necessário aos treinos e, por isso, penso que tem tudo para ser um ótimo estágio”, disse ainda André Pinto.

O REGRESSO AO CONVÍVIO

Questionado sobre como tem sido este regresso aos estágios da Seleção, com tudo o que envolve, André Pinto referiu: “tem sido muito bom, algo que já todos esperávamos ansiosamente porque no fundo o remo é feito disso, de trabalho, confraternização e convívio! Na Seleção tem sido mais fácil trabalhar e conviver, pois são feitos testes de despistagem para o Covid-19 para podermos estar todos juntos, mas o convívio no clube já tem de ser mais restrito e sempre tendo em atenção todas as normas de segurança”.

Este é o segundo estágio da Seleção Nacional de Remo, que está a preparar o Europeu de Sub-23, mas que serve ainda para reforçar o espírito do grupo… “Para além do treino em si, o convívio e a entre aprendizagem têm sido importantes para nós, principalmente, nesta fase que estamos a viver”.

“ESTOU AQUI PARA APRENDER”

Em termos pessoais, André Pinto, que está no primeiro ano do escalão de Sub-23, garante que “estou aqui para aprender o máximo com esta experiência. Aprender com os atletas ainda do meu escalão, mas sobretudo, com os atletas mais velhos e com mais experiência. Só assim conseguirei evoluir e ficar com mais conhecimento para as futuras provas”.

Tendo no horizonte o Campeonato da Europa da categoria, o remador de Viana do Castelo referiu que “trabalho de forma diária e constante” e nem mesmo durante o confinamento chegou a parar “nunca deixei de treinar, mas ficamos limitados ao treino indoor. O meu clube deu-me todo o apoio de forma a conseguir treinar em casa”.

André Pinto confessa que a falta de competição e as limitações de treino desmotivam um bocado: “é um pouco desmotivador, especialmente, quando fomos obrigados a estar confinados. Depois a falta de um objetivo concreto tornou a evolução nos treinos um pouco complicada”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS