NATAÇÃO

Viana NC treina em conjunto…fora de água

O Viana NC aguarda autorização para poder regressar à piscina. O clube tem mantido contactos com a Câmara Municipal de Viana do Castelo para a abertura das piscinas municipais, seguindo todas as regras de higiene e segurança, mas continua sem poder regressar à água.

Para já a equipa de competição do Viana NC regressou aos treinos em conjunto, mas em terra: “estamos a treinar fora de água ao ar livre e estamos a tentar entrar na água. As piscinas municipais estão fechadas ainda. Estamos em contactos com a CMVC para conseguirmos a abertura”, referiu José Couteiro, Coordenador Técnico do Viana NC.

“ESTAMOS A TREINAR HÁ QUASE TRÊS SEMANAS NO PARQUE DO RIO”

 “Estamos a treinar diariamente já há quase três semanas no parque do rio em Viana do Castelo. Treinamos ao ar livre com as regras de distanciamento”.

No entanto, tanto tempo fora de água pode provocar danos nos atletas, na equipa?

“Os danos na preparação são para todos. Infelizmente temos notícias de que bastantes clubes por esse país fora já estão a voltar à água e preveem não parar em agosto. O que nos pode atrasar em termos de competitividade” referiu José Couteiro.

AFASTAMENTO DA MODALIDADE

Para além do atraso enorme na preparação dos nadadores das equipas de competição, aquele responsável mostra-se apreensivo quando ao futuro:  “o que mais me preocupa esta paragem é o afastamento da modalidade, o abandono precoce. Penso que isso é um problema transversal a todos os desportos. Foi fácil colocar as crianças em casa, mas vai ser difícil tirá-las. E se a isso juntarmos todos estes constrangimentos de acesso às instalações, a coisa ficar complicada”.

“E mesmo para este grupo que se vai mantendo a treinar em seco, fica muito difícil agarrá-los se a perspetiva for a de ter piscina para treinar só em setembro!”, salientou o Coordenador Técnico do Viana NC.

Fotos: VNC

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS