Sem categoria

ED Viana prevê regresso apenas em setembro

A equipa de Patinagem Artística da Escola Desportiva de Viana regressa aos trabalhos de pavilhão apenas setembro. Esta foi uma decisão assumida pela direção de Rui Silva para todas as modalidades e tendo em consideração a situação de indefinição que se vive devido ao Covid-19.

Cristiana Montes, diretora da secção de Patinagem Artística, lembra que “a Patinagem Artística é a única modalidade em que a época termina apenas no final do ano, mas tal como foi assumido pela direção não faz grande sentido regressarmos aos trabalhos antes de setembro”.

CRISTIANA MONTES: “DIFICILMENTE PARTICIPAREMOS EM PROVAS ESTA ÉPOCA”

Em setembro arrancam também as provas associativas, mas “dificilmente participaremos em provas esta época”, referiu aquela responsável.

Cristiana Montes considera que “esta época foi, praticamente, perdida” e adiantou que “a época estava, praticamente, a começar. O nosso investimento foi feito para o Campeonato Nacional, já tínhamos tudo programado, os fatos, as coreografias, mas ficou tudo sem efeito”.

Agora a ideia é “retomar a atividade lentamente” assegurou Cristiana Montes, que lembrou “estamos a planear o regresso aos trabalhos, sem grandes pressas e expetativas porque não sabemos como vai estar tudo em setembro”.

ESPERAM-SE ALGUMAS DESISTÊNCIAS

De resto “também não sabemos como são regressar as atletas, nem quantas vão regressar” disse a responsável pela patinagem artística da EDV, que acredita que “algumas atletas não vão regressar, infelizmente, e pelas mais variadas razões” e lembrou que “com esta pandemia muitas pessoas perderam o poder económico e vão perder a possibilidade de pagar a mensalidade. A secção tem por hábito, quando há dificuldades financeiras, apoiar as famílias de várias maneiras… mas penso que neste caso a crise vai muito além disso. A patinagem artística não é um desporto barato”.

Depois há ainda a questão do medo “muitos pais vão ter receio de deixar as meninas ir treinar com medo desta pandemia” disse ainda aquela dirigente, que adiantou que “também aquelas meninas que estavam indecisas sobre a modalidade, provavelmente, vão desistir… ou desistem ou aparecem com uma grande vontade de patinar”.

NÚMERO DE ATLETAS TEM AUMENTADO

A secção de Patinagem Artística da EDV tem crescido imenso: “nos últimos quatro, cinco anos passamos de 30 para 120 atletas. Temos tido um aumento significativo todos os anos de novos atletas e isso nota-se nos treinos de sábado de manhã, que é destinado às escolinhas. Agora com toda esta situação temo que vamos perder alguns atletas… penso que isso atingirá todas as modalidades porque são muitos meses deparagem”.

PATINAGEM ARTÍSTICA É MUITO EXIGENTE

Aliás é o tempo de paragem que leva a EDV a abdicar de participar em qualquer prova, regional ou nacional… “a Patinagem Artística é uma modalidade muito exigente em termos físicos e a maior parte das meninas já faz competição, onde se exige ainda mais. Até ganharem ritmo, novamente, vai levar o seu tempo”.

As atletas da EDV têm sido acompanhadas pelas quatro treinadoras do clube durante este confinamento. “As treinadoras têm enviado planos de treino e desafios, que as atletas vão concretizando, ao mesmo tempo que se vai mantendo o relacionamento”, disse Cristiana Montes, que acrescentou “fazer alguns exercícios em casa, para manter alguma atividade, não é o mesmo que treinar no pavilhão, sob a supervisão das treinadoras. Portanto, quando regressarmos aos treinos teremos muito trabalho pela frente”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS