CICLISMO

Póvoa de Lanhoso cria Centro de BTT

A Póvoa de Lanhoso está a criar o Centro de BTT, obra que se destaca dos trabalhos em curso de requalificação e valorização do Centro de Interpretação do Carvalho de Calvos.

Avelino Silva, Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, esteve no terreno para acompanhar o decorrer desta intervenção, que prevê um investimento de cerca de 300 mil euros.

“Estamos a cumprir o plano de atividades e o nosso compromisso com os Povoenses”, começou por referir Avelino Silva, que acrescentou que “temos a preocupação primeira do combate e da contenção da pandemia, mas não podemos parar o desenvolvimento do nosso concelho”.

O Centro de Interpretação do Carvalho de Calvos é o equipamento municipal onde se centralizam as atividades de sensibilização e educação ambiental e que verá as suas respostas ampliadas e as suas instalações requalificadas. A construção do Centro BTT e a intervenção no edifício existente, melhorando a sua eficiência energética, dotará ainda mais este equipamento das melhores condições.

As obras referem-se à demolição de um edifício em pré-fabricado em madeira e à construção de um novo para o centro BTT.

A área onde se situa o Carvalho de Calvos e o Centro Interpretativo é um polo de atração de visitantes com variados interesses, como sejam a prática de desportos ao ar livre, como o BTT. Nesse sentido, o Município decidiu avançar para a criação de uma infraestrutura de apoio a uma rede de trilhos de BTT, sendo que o projeto foi elaborado de acordo com as recomendações da Federação Portuguesa de Ciclismo.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS