CICLISMO

Afonso Silva (ACR Roriz) Vice-Campeão Nacional de Juvenis

Afonso Silva, da Landeiro/KTM/Matias & Araújo/Frulact, conquistou esta tarde o título de Vice-Campeão Nacional de Juvenis, no Campeonato Nacional da Juventude que decorreu na Pista de XCO do Centro Cyclin´ Paredes de Coura.

Numa prova que contou com mais de sete dezenas de ciclistas, Afonso Silva arrancou da terceira fila e no final da primeira das sete voltas ao percurso levava uma desvantagem de cerca de 40s, mas a partir daí foi sempre a recuperar. O ciclista de Braga acabou a discutir a corrida com Pedro Martins, mas o esforço feito anteriormente acabou por fazer-se sentir.

Afonso Silva, que há duas semanas foi terceiro no Campeonato Nacional de Estrada em Juvenis, volta a subir ao pódio, agora em BTT XCO.

No final da corrida, o ciclista da ACR Roriz mostrou-se satisfeito com o resultado “tendo em conta a prova que fiz”, mas confessa que “esperar mais… mas foi o que deu”.

Sobre a prova referiu que “arranquei mal, arranquei da terceira fila e tive de fazer um grande esforça para chegar à frente da corrida” e adiantou que “foi um esforço grande e quando cheguei à frente já estava a ficar cansado e não consegui pensar direito na prova. Consegui o segundo lugar, foi para o que deu”.

PEDRO MARTINS VENCE CAMPEONATO DA JUVENTUDE

Pedro Martins, da Escola Ciclismo BilaBiker’s, foi o vencedor do Campeonato Nacional da Juventude.

O ciclista de Vila Real fez a corrida em 26:42 minutos. No final mostrou-se “orgulhoso” pois “conquistei a camisola de Campeão Nacional da Juventude e a medalha dourada”.

Sobre a corrida afirmou que “foi muito puxada”, mas considerou que “foi uma vitória fácil, controlei a corrida e os adversários”.

No Campeonato Nacional da Juventude de salientar ainda o 19.º lugar de Gonçalo Correia, enquanto José Gomes foi 21.º.

LEONOR LOPES (BATOTAS) NO TOP10

Em femininos venceu Inês Fonseca, do Águias de Alpiarça/ Triumtermica. A sua colega de equipa Beatriz Rodrigues foi segunda e Rita Fontinha, do Clube BTT Matosinhos, terceiro.

Leonor Lopes, do Batotas/Ponte de Lima, fechou o top10.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS

Quer promover o seu evento?
Contacte-nos...