CICLISMO

Rui Ferreira (AXPO) vence em Guimarães, José Simões (Averomar) em segundo

Rui Ferreira, da AXPO/FirtsBike Team/Vila do Conde, foi o grande vencedor do 10.º BTT XCO Centro de Ciclismo do Minho, que se realizou domingo em Souto Santa Maria, Guimarães. Na segunda prova do Campeonato do Minho de BTT XCO – POPP Agency, José Simões, ciclista de Famalicão que alinha no Grupo ccr- Ap motors-Lobos Averomar Cycling.

Num dia em que o calor se fez sentir, principalmente, na hora do arranque da prova principal – Elites, Sub.23, Juniores e Master – as atenções prenderam-se na corrida de Elites.

Rui Ferreira, Campeão do Minho em título, cedo mostrou vontade de somar mais uns preciosos pontos na luta pela revalidação da camisola, mas ‘à perna’ teve o famalicense José Simões (Grupo ccr- Ap motors-Lobos Averomar Cycling) e o seu colega de equipa Tiago Alves, que o acompanharam de perto nas primeiras voltas.

José Simões pedalou lado a lado com Rui Ferreira até à quinta das oito voltas ao percurso, enquanto Tiago Alves seguia ligeiramente mais atrás.

À quinta passagem pela meta, Rui Ferreira atacou e José Simões já não conseguiu seguir o ciclista de Paços de Ferreira, que cortou a meta ao fim de 1:36:10 horas.

José Simões gastou mais 2:35m e alcançou o segundo lugar, enquanto Tiago Alves (AXPO/FirtsBike Team/Vila do Conde) foi terceiro.

João José Azevedo, famalicense da AXPO, foi quarto classificado e Nuno Mesquita (Averomar) fechou o top5.

Numa prova que contou com 10 participantes, de destacar ainda o sexto lugar de Rui Ferreira (UC VN Famalicão), enquanto Nélson Sá (SAERTEX Portugal/Edaetech) foi sétimo.

RUI FERREIRA: “AS VITÓRIAS NUNCA SÃO FÁCEIS”

Rui Ferreira sai de Guimarães “bastante satisfeito” com o resultado, mas salienta que não foi fácil…

“As vitórias nunca são fáceis. Tive de controlar o meu adversário até meio da corrida. Sabia que, teoricamente era o atleta mais forte em pista, pelo que tenho feito ao longo desta época. Decidi gerir a corrida até meio e depois ataquei, consegui ganhar um espaço e controlei até ao fim… e saí com a vitória”.

Esta é uma pista que te favorece ou tiveste de batalhar um bocadinho para te impores na prova? “Tive de trabalhar um bocadinho porque esta não é de todo uma pista que se encaixa nas minhas características. É uma pista bastante rápida e eu sou um atleta leve, o que prejudica um bocadinho. Mas fiz um boa pré-época, sinto-me forte e por isso é que ataque a corrida do meio para a frente e conseguir a vantagem”.

Rui Ferreira considera que “esta é uma vitória importante porque o meu objetivo que é revalidar o título de Campeão do Minho. Já trazia alguma vantagem de Melgaço e ganhar aqui dá-me um certo conforto, mas ainda faltam muitas provas e vamos ver como correm”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS

Quer promover o seu evento?
Contacte-nos...