CICLISMO

Manuel Pereira (Averomar) vence em Master 40 BTT XCO do CC Minho

Manuel Pereira, ciclista de Famalicão que alinha Grupo ccr- Ap motors-Lobos Averomar Cycling, foi o grande vencedor em Master 40 no 10.º BTT XCO Centro de Ciclismo do Minho, que decorreu domingo na Pista Permanente de Souto Santa Maria, em Guimarães.

O ciclista famalicense percorreu o circuito em 1:15:30 horas e garantiu a vitória na prova, depois de ter feito terceiro em Melgaço, e a liderança no ranking do Campeonato do Minho.

Cláudio Veloso, da AXPO/FirstBike Team/Vila do Conde, alcançou a segunda posição da prova. O ciclista de Amares, que há um ano sofreu um grave acidente, que o impediu de concluir a época, pedalou quase sempre sozinho na categoria e deixou Esmeraldo Lopes (SAERTEX Portugal/Edaetech) na terceira posição a cerca de um minuto.

Em Master 40 de destacar ainda o quarto lugar de Luís Sousa (Bombos S. Sebastião/ LusoPrint/ Monçãobike), enquanto José Ribeiro (Landeiro/KTM/Matias & Araújo/Frulact) fez quinto lugar.

MANUEL PEREIRA: “MUITO FELIZ COM O RESULTADO E A PARTICIPAÇÃO”

Manuel Pereira saiu de Guimarães “bastante satisfeito”. O ciclista do Averomar conquistou a sua primeira vitória e reforçou a liderança no Campeonato do Minho.

Manuel Pereira referiu que “a prova correu bem”, mas salientou que “entrei em pista muito reticente porque estive adoentado durante a semana e não sabia se até iria estar presente. Felizmente senti-me bem durante a prova, o corpo reagiu e fiquei muito feliz com o resultado e com a participação em si”.

Esta é uma pista que te agrada? “Sim, eu gosto muito desta pista, está dentro das minhas características… só não gosto muito deste calor que se fez sentir. Mas por acaso hoje correu bem”.

Manuel Pereira diz-se motivado para o que vem pela frente… “sinto que o trabalho está a ser bem feito. Sinto-me bem e agora é continuar e divertir-me”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS

Quer promover o seu evento?
Contacte-nos...