BASQUETEBOL

Bruno Ferreira (BC Limiense): “torneio correu muito bem”

“O torneio correu muito bem e foi muito participado por todos os envolventes, atletas, treinadores, árbitros e pais, que colaboraram para que os atletas tivessem uma excelente jornada de desenvolvimento”, foi assim que Bruno Ferreira, do BC Limiense, começou por abordar o Circuito Prof. Mário Lemos, que se realizou no fim de semana.

A primeira etapa do Circuito Prof. Mário Lemos contou com a participação de 70 atletas em representação do BC Limiense, BC Barcelos, SC Braga, GD André Soares e Guifões.

As equipas realizaram cinco jogos e os habituais concursos de lançamento. O SC Braga venceu os três concursos.

O top3 dos concursos foram os seguintes:

Lançamento na passada do lado direito: SC Braga (52), BC Limiense masc. (38) e Guifões SC (34).

Lançamento na passada do lado esquerdo: SC Braga (44), Guifões SC (35) e GD André Soares (20) e BC Limiense masc. (20).

Lançamento livre: SC Braga (27), BC Limiense fem. (20) e BC Limiense masc. (20).

BRUNO FERREIRA: “TEM SIDO UM ANO EXCELENTE DE TRABALHO”

O BC Limiense apresenta, neste momento, um grupo de 124 atletas em Sub-10. Bruno Ferreira refere que “tem sido um ano excelente de trabalho. Os atletas têm tido atividade quase semanal graças ao excelente trabalho que os vários treinadores estão a desenvolver. Temos muita atividade interna no escalão, que conciliamos com outros torneios por convite. Brevemente arrancará também o Campeonato Distrital do escalão que proporcionará aos atletas um modo diferente de competição”.

O BC Limiense tem pela frente muitos desafios já programados… “Alternamos Campeonato Distrital com encontros mensais do clube e encontros mensais da Tornée da ABVC. Para além disso já temos um grande número de torneios planeados para participar fora do distrito”.

“É UM DESAFIO CONSTANTE”

Trabalhar com estes escalões é sempre um desafio enorme? “É um desafio constante. Nestas idades vemos evoluções semanalmente. O grande desafio muitas vezes é o de ganhar os pais e fazer perceber que sem uma prática regular e constante, as melhorias e progressos são mais limitados e reduzidos”, disse Bruno Ferreira.

O conjunto de Ponte de Lima trabalha, atualmente, com um lote alargado de atletas de Sub-10 (124), Bruno Ferreira salienta que “é um trabalho a longo prazo em que os resultados do projeto só se verificam daqui a uns cinco, seis anos. É, portanto, um trabalho de paciência”.

O TRABALHO, O PROJETO E A CHEGADA DOS ATLETAS ÀS SELEÇÕES

“O nosso projeto não tem segredos. Trabalhamos na quase totalidade dos Centros Educativos do Concelho de Ponte de Lima. Temos um treinador destacado para cada núcleo. Ou seja, conseguimos abranger grande parte da comunidade escolar e isso traz-nos atletas que de outra forma, provavelmente, nunca teriam contacto com a modalidade”, disse Bruno Ferreira.

Mas depois ver as atletas a chegar às Seleções Nacionais – e o BC Limiense tem visto alguns a ser convocados – é um orgulho imenso?

“Temos vários exemplos recentes de atletas masculinos e femininos a chegarem a Seleções Nacionais que são de centros escolares afastados do Centro da Vila. Mais uma vez, se não fosse por este projeto, dificilmente chegariam lá. Como é óbvio, quando conseguimos que eles cheguem ao nível mais elevado da nossa modalidade, é um orgulho imenso por ser um trabalho de muitas épocas e muito esforço”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS

Quer promover o seu evento?
Contacte-nos...