CICLISMO

Afonso Silva (ACR Roriz) primeiro Campeão do Minho de Ciclocrosse em Juvenis

Afonso Silva, da Landeiro/KTM/Matias&Araújo/Frulact, é o primeiro Campeão do Minho de Juvenis em Ciclocrosse.

No primeiro ano em que é atribuído o título à categoria de Juvenis, o ciclista de Braga impôs-se numa corrida que contou com 25 atletas e, apesar de ter sofrido uma queda logo nas primeiras voltas, assegurou a vitória e a camisola de Campeão do Minho.

No final da corrida, Afonso Silva considerou que “é uma vitória muito importante para mim” e referiu que “vim para esta prova com o objetivo de ganhar, mas claro há sempre algum receio que as coisas não corram bem… mas consegui. Ganhei a prova e a camisola de Campeão do Minho”.

Sobre a prova afirmou que “acabou por correr bem. Ainda caí nas primeiras voltas, mas não foi nada de grave e assumi a liderança da corrida. Depois da segunda volta percebi que já tinha uma certa vantagem e levantei um pouco o pé para não correr riscos desnecessários”.

Afirmando que “esta é uma vitória que eu já perseguia há muito tempo”, Afonso Silva referiu que “também não parei. Abrandei o ritmo dos treinos depois da época de estrada, mas continuei a treinar”.

Quanto ao título de Campeão do Minho “é muito importante para mim ser Campeão do Minho. É uma motivação extra para o resto da época de Ciclocrosse e também de BTT”.

JOSÉ GOMES ESTREIA-SE COM UM TOP5

José Gomes (Landeiro/KTM/Matias&Araújo/Frulact) estreou-se na categoria de Juvenis com um top5. O ciclista de Barcelos fez a sua primeira prova como Juvenil e conseguiu andar nos primeiros lugares, chegando à meta 2.19m depois do seu colega de equipa, mas garantindo o segundo lugar no Campeonato do Minho.

Dinis Carreiras alcançou o 14.º lugar e Rodrigo Quintas foi 19.º.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS

Quer promover o seu evento?
Contacte-nos...