CICLISMO

João Matias (Tavfer): “espero ser um atleta combativo e mostrar as cores da minha equipa”

“Espero ser um atleta combativo e mostrar as cores da minha equipa” é com este espírito que João Matias, ciclista de Barcelos que alinha na Tafver-Mortágua-Ovos Matinados parte para os Campeonatos Nacionais de Estrada, que se realizam em Mogadouro entre sexta-feira e domingo.

João Matias considera que “vai ser mais uma corrida de lotaria como todos os anos! Mas a lotaria só sai a quem está preparado” e garante que “estou preparado para dar o meu melhor”.

Quanto a objetivos: “não levo nenhum objetivo muito concreto, principalmente, para o Crono, onde espero tirar alguns dados para trabalho futuro e testar-me a mim mesmo”.

“OS CAMPEONATOS NACIONAIS SÃO SEMPRE UM DIA EM QUE QUEREMOS ESTAR BEM”

A preparação foi mais específica para estes Nacionais? “Nada muito específico nestes últimos dias. Seguimos com a preparação delineada desde o início do ano para os nossos principais objetivos e como felizmente não tenho tido grandes problemas não houve alterações nenhumas”, disse João Matias.

Afirmando que “os Campeonatos Nacionais são sempre um dia em que esperamos estar bem”, o ciclista de Barcelos salientou que “tenho pena de apenas a cerca de uma semana e meia a duas termos acesso aos percursos. Quando assim é não pode haver muita preparação específica de cada atleta! São coisas que não consigo perceber no nosso Ciclismo, mas é igual para todos!”.

Tendo em conta a época que estás a fazer, pode-se contar com um João Matias a lutar pelos primeiros lugares? “Sinceramente não sei! Sinto que estou a passar um bom momento de forma, mas estes nacionais parecem-me que vão ser um bocado duros para as minhas características”, disse o João Matias, que adiantou: “a verdade é que num dia bom as coisas podem acontecer e se assim for faço de tudo para agarrar a oportunidade”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS