BASQUETEBOL

SC Braga bate FC Vizela e vence Zona Norte A

O SC Braga bateu, este domingo, o FC Vizela, por 38-74 e confirmou a vitória na Zona Norte A do Campeonato Nacional da II Divisão feminina de Basquetebol.

O conjunto treinado por José Alves Aldana termina a primeira fase do campeonato com 12 vitórias em 14 jogos e um total de 26 pontos, superiorizando-se aos grandes candidatos como o BC Limiense, que termina em segundo e também segue para a segunda fase, CD José Régio e CD Póvoa.

José Alves Aldana, treinador do SC Braga, faz um balanço muito positivo da primeira fase e salienta que a vitória na série só foi possível devido ao grande trabalho da equipa…

JOSÉ ALVES ALDANA: “FOI UMA SÉRIE DE GRANDES EMOÇÕES…UMA AUTÊNTICA MONTANHA-RUSSA”

“Podia dizer muita coisa desta primeira fase. Foi uma série onde houve muitas emoções, uma autêntica montanha-russa, com muitas dificuldades e obstáculos. Desde começar com uma derrota por 30 pontos na primeira jornada, até aos jogos decisivos em que mostramos a raça braguista”, começou por afirmar o treinador do SC Braga, que adiantou que “todos os obstáculos foram ultrapassados com muitos sacrifícios e muito trabalho de toda equipa, jogadoras e equipa técnica”.

José Alves Aldana lembra que “não éramos favoritos, mas com o decorrer de algumas semanas e com a inclusões tardia de algumas jogadoras, que vieram acrescentar qualidade a equipa, conseguimos recuperar, conseguimos chegar aqui”.

“PODEMOS ESTAR ORGULHOSOS DESTE FEITO”

Afirmando que “penso que todos podemos estar orgulhosos deste feito”, José Alves Aldana explica que “ficamos à frente de equipas com muita qualidade como o CD Póvoa, BC Limiense e o CD Régio. Esta foi uma série em que houve muito equilíbrio entre os quatro primeiros e a nossa vitória demonstra que todo o esforço e as centenas de horas de trabalho foi recompensado”.

Este primeiro lugar significa que a equipa está no caminho certo? “Sim, cada jogo teve uma história diferente, mas, de uma forma geral, trabalhamos todos na mesma direção, em que o coletivo tem de vir sempre em primeiro lugar”, disse José Alves Aldana.

“AGORA PODEMOS SONHAR”

Quanto aos objetivos para a segunda fase, o treinador do SC Braga referiu: “o que transmiti às minhas atletas, quando garantimos o acesso a segunda fase, foi que ‘agora podemos sonhar!!!’” e adiantou: “há seis meses, para muita gente, era impensável acabarmos em primeiro lugar. Conseguimos e isso deve-se ao trabalho que as minhas atletas desenvolveram e onde tiveram o discernimento de saber que as vitórias são conseguidas em campo”.

Para a segunda fase “vamos jogar jogo a jogo, sempre a lutar pela vitória. Esta segunda fase vai ter as melhores seis equipas da zona Norte/Centro, e as dificuldades dos jogos também vão aumentar” e adiantou: “claro que ao estarmos nas seis equipas que vão disputar a subida, temos a nossa percentagem de hipótese, mas o foco tem de ser o mesmo, trabalhar mais que os outros e responder em campo”.

“MOTIVADOS E COM CONFIANÇA”

Afirmando que “agora é altura de estudar os próximos adversários e de certeza que vamos dar tudo nestes jogos, como temos feito até aqui”, José Alves Aldana reconhece que “já conheço os adversários. Na zona Norte C o Académica de Coimbra garantiu o primeiro lugar e no Norte B foi o Juvemaia. Ainda falta saber quem ficará em segundo lugar em ambas as séries”.

Confiança para esta segunda fase? “Sim, vamos motivados e com confiança… semana após semana ganhamos jogo a jogo em superação. Nesta segunda fase será igual, vamos entrar motivados, conscientes que vamos apanhar adversários que vão dar luta, mas focados em lutar pela vitória”, disse o treinador do SC Braga, que referiu que “se há algo que eu testemunhei, foi a capacidade de resiliência que a equipa tem”.

RESULTADOS

Vitória SC Sub-22 – GDB Leça, 61-66

FC Vizela – SC Braga, 38-74

BC Limiense – CD Póvoa, 72-65

Maria Fonte – CDJR, 29-94

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS