BASQUETEBOL

Miguel Pereira (SC Braga): “há um troféu em disputa… vamos lutar por ele”

O SC Braga parte ambicioso para a Final Four do Campeonato Regional de Sub-14 femininos da Associação de Basquetebol de Braga/AB Viana do Castelo, que se realiza no fim de semana no Pavilhão Municipal de Ponte da Barca.

O conjunto bracarense quer, em primeiro lugar, garantir o acesso ao Campeonato Nacional, mas Miguel Pereira, treinador das Sub-14 do SC Braga, garante que a equipa quer mais…

“Partimos para esta fase final com um objetivo imediato que passa por conseguirmos disputar o acesso ao Campeonato Nacional, por isso vamos lutar por uma das vagas. Nesse acesso estarão as melhores equipas e nós queremos estar lá porque vão ser esses jogos que nos vão fazer evoluir e elevar os nossos patamares”, começou por referir Miguel Pereira, que adiantou que “há um troféu em disputa e, se estamos nessa fase final, vamos lutar por ele. Somos uma equipa ambiciosa e queremos voltar a colocar o SC Braga na dinâmica de vitórias nos escalões mais jovens do feminino- Temos tido boas equipas e não temos ganho troféus, vamos tentar mudar essa mentalidade e criar uma dinâmica de vitória”.

Afirmando que “acima de tudo vamos para jogar basquetebol”, Miguel Pereira referiu que “vamos para nos divertirmos a jogar e tentar proporcionar bons momentos!!!!”.

 

ANSIEDADE, CONFIANÇA E VONTADE DE JOGAR

 

Como estão a encarar a fase final? “Com alguma ansiedade, muito otimismo e acima de tudo com muita vontade de jogar e competir. Devido à pandemia estas atletas tiveram poucos jogos e agora querem aproveitar todas as oportunidades para jogarem como se fossem a última”.

Sobre os adversários, o treinador do SC Braga referiu que “antes demais os meus parabéns a todas as equipas que chegaram a esta fase, são todas excelentes equipas. Temos um BC Barcelos muito maduro com 3/4 atletas de muito bom nível e que já jogam há bastante tempo, um Vitória com um basket muito compacto e uma equipa muito engraçada a jogar. Um Maria da Fonte muito aguerrido…”.

O que pode o SC Braga fazer nesta fase final para surpreender os adversários? “O que podemos fazer diferente é uma boa pergunta, a nossa equipa tem vindo em crescimento desde o primeiro jogo e isso fez-se sentir ao longo da prova, onde ficámos mais competitivos. Espero que as minhas meninas continuem a fazer o mesmo, ou seja a evoluir e a demonstrar a atitude que é o ADN do nosso clube e que elas demonstraram em todos os jogos, o espírito guerreiro, o não virar a cara à luta.

 

“ESTOU A PREVER UM GRANDE JOGO”

 

O primeiro jogo do SC Braga é com o BC Barcelos uma equipa que está à partida mais descansada porque não jogou as eliminatórias, mas Miguel Pereira tem outro ponto de vista… “Acho que a falta de competição pode ser prejudicial, a competição nestas idades faz as atletas crescerem e melhorem o seu nível de jogo, por isso, quanto mais jogos melhor. Agora estou a prever um grande jogo, equilibrado e com bons momentos. O último jogo que fizemos com eles foi bastante equilibrado e são duas equipas muito interessantes, podia mesmo ser o último jogo da competição, mas vai ser um jogo duro, daqueles que as minhas atletas gostam”.

O SC Braga chega a esta fase bastante “bem e confiante”, garante Miguel Pereira, que salientou que “as atletas estão cada vez mais entrosadas, temos, atualmente, 18 atletas e dessas 18, nove iniciaram este ano a prática da modalidade e cinco iniciaram quando começou a pandemia, por isso, tem sido um processo lento e muitas vezes interrompido, mas com uma resiliência fora do comum, por parte delas. Com o início dos jogos e da competição as atletas deram um grande salto qualitativo e agora estão a evoluir a olhos vistos. Nos treinos temos incidido bastante no desenvolvimento técnico delas, em especial na técnica individual e isso tem-se refletido nos jogos”.

“A eliminatória anterior trouxe confiança e ritmo e aqui uma palavra para o Clube Basquete Viana, uma boa equipa e muito interessante e que poderia perfeitamente estar nesta Final Four porque tem qualidade e que nos deu bastante trabalho e também nos ajudou a melhorar” disse Miguel Pereira.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS