CICLISMO

Gonçalo Gaspar, Bruno Marinho e Ana Lopes (Terras Bouro) Campeões Nacionais

Gonçalo Gaspar, Bruno Marinho e Ana Lopes, do BTT Enduro Terras de Bouro, sagraram-se, no fim de semana, Campeões Nacionais de Enduro, numa prova que decorreu em Terras de Bouro.

Gonçalo Gaspar impôs-se na prova de Master 30, enquanto Bruno Marinho sagrou-se Campeão Nacional de Master 40.

Ainda a contar para o Campeonato Nacional, mas nas bicicletas de assistência elétrica, Ana Lopes garantiu a vitória ao terminar a prova.

JOÃO CRUZ E ANA LEITE VICE-CAMPEÕES

João Cruz, ciclista de Viana do Castelo que alinha na AXPO/FirtsBike Team/Vila do Conde, aventurou-se, mais uma vez, no Campeonato Nacional de Enduro e sagrou-se Vice-Campeão de Juniores, ficando a 43s do vencedor André Fernandes.

De salientar que João Cruz tem como modalidade principal o XCO, tendo sido chamado já à Seleção Nacional para participar no Campeonato da Europa e do Mundo. O vianense já tem no curriculum um título de Campeão Nacional de Enduro em Cadetes, conquistado em 2019.

DUAS MINHOTAS NO PÓDIO EM FEMININOS

Ana Leite, ciclista de Guimarães que alinha na AXPO, também subiu ao segundo lugar do pódio em Femininas +17 anos, enquanto a povoense Leandra Gomes foi terceira e Tânia Lima quarta classificada. Sara Ferreira (Maiatos) sagrou-se Campeã Nacional.

Ao pódio subiu ainda José Ferreira, do BTT Enduro Terras de Bouro, que terminou em terceiro lugar na prova de Master 50. O seu colega de equipa António Sousa foi quarto classificado.

DAVID MARTINS EM SEXTO

Em Elites masculinos o destaque vai para o vimaranense David Martins. O ciclista de Guimarães, que está a lutar pelo título regional de DHI, terminou o ‘Nacional’ de Enduro na sexta posição, numa prova ganha por José Borges (Clube BTT Matosinhos). Tiago Silva (Terras de Bouro) foi nono e Pedro Fernandes, que também luta pelo título regional de DHI, terminou em 10.º.

Fotos: FPC

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS