VOLEIBOL

AVC Famalicão defronta Benfica

O AVC Famalicão desloca-se domingo, pelas 16 horas, ao recinto do Benfica, naquele que é um dos jogos grandes da jornada inaugural da Liga Lidl feminina de Voleibol.

Perspetiva-se um grande jogo de Voleibol entre duas equipas que apontam aos lugares cimeiros da classificação.

Em Famalicão o jogo está a ser encarado com otimismo… “Nós estamos preparados, a treinar bem. Estamos contentes com o trabalho realizado estas semanas. Sabemos que temos um jogo complicado, fora de casa, e frente a uma equipa que para além de manter o seis base da época passada, reforçou-se muito bem”, começou por referir Vítor Oliveira, treinador do AVC Famalicão.

Para aquele técnico “este é um jogo de grau de dificuldade elevado. Sabemos que o Benfica está muito forte e se reforçou a pensar para lutar pelo título, ainda por cima vai poder contar com o seu público. É um jogo difícil para nós”, mas “vamos para tentar ganhar o jogo”.

Vítor Oliveira afirmou que está satisfeito com a forma como a equipa tem trabalhado, mas está satisfeito com a equipa com que conta?  “Nós treinadores queremos sempre mais, mas a verdade é que estou muito satisfeito. Temos muita gente nova, mas atletas que trabalham muito bem, que têm vontade de prender e construir um grupo muito forte”.

“VAMOS TENTAR FAZER O MELHOR POSSÍVEL”

Quanto a objetivos, Vítor Oliveira referiu que “o AVC Famalicão luta sempre pelos objetivos mais altos. Estamos conscientes que este vai ser um ano muito difícil, não pela nossa equipa, mas porque se fizeram apostas muito fortes, com orçamentos enormes. Por isso, acredito que vai ser uma época extremamente competitiva e dura. Nós vamos tentar fazer o melhor possível. Numa primeira fase o objetivo é ficar entre os oito primeiros e depois logo se verá”.

Este ano o Campeonato Nacional da I Divisão feminina – Liga Lidl – disputa-se num sistema diferente. A primeira fase é jogada apenas a uma só volta, com todos contra todos, o que, entre outras alterações, obriga a que a primeira fase se jogue em apenas dois meses…

NOVO MODELO PODE AFETAR EQUIPAS COM PLANTEL MAIS CURTO

“Não sabemos muito bem como vai correr este novo modelo. Aquilo que nos deixa apreensivos é o facto da primeira fase do campeonato de resumir a três meses. Ou seja, teremos várias jornadas duplas em casa mês. Só em outubro vamos realizar oito jogos. Os 13 jogos que compõe a primeira fase realizam-se em outubro e novembro… São jogos a mais para esta fase. Não sabemos se vai prejudicar quem vai sair prejudicado. É a norma que temos da FPV, mas não nos agrada “.

“Para os clubes que têm um plantel curto esta concentração de jogos pode ser um problema enorme. Uma lesão de uma atleta pode marcar definitivamente a época da equipa. Nós vamos lutar com as armas que temos e a equipa que temos. Vamos tentar contrariar o calendário e somar o maior número de pontos   o mais rápido possível”.

Para o primeiro jogo da época, Vítor Oliveira não pode contar com a totalidade do plantel. Eva Monteiro lesionou-se no Torneio Cidade de Famalicão e vai estar ausente frente ao Benfica e nas próximas jornadas.

Comentários

Artigos relacionados

Ver também
Fechar
Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS