CICLISMO

Ricardo Machado (Kelly): “saio deste ano motivado e com uma vontade enorme de melhorar”

“Saio deste ano a perceber que o caminho ainda é mais longo e mais duro do que eu pensava, mas com muita motivação e com muita vontade de melhorar”, foi assim que Ricardo Machado, ciclista de Braga que alinha na Kelly/Simoldes/UDO, abordou a sua época de estreia no escalão de Sub-23.

Ricardo Machado marcou presença em várias provas e considera que “a diferença entre os escalões de Juniores e Sub-23/Elites é muita”, mas garante que “não saio desta experiência desmotivado. Deu para perceber que o caminho é longo e duro, mas saio deste primeiro ano muito motivado e com uma enorme vontade de melhorar”.

“EU APRENDI BASTANTE”

Sobre a época que está prestes a terminar, o ciclista bracarense considera que “posso dizer que a época foi positiva” e acrescentou que “a equipa conquistou bons resultados e eu aprendi bastante. Foi um ano de aprendizagem e crescimento”.

O que gostaste mais este ano? “Gostei bastante da equipa, foi incrível e deu-me várias oportunidades. Gostei muito do ambiente, que era muito bom e isso ajudou-me bastante nesta minha estreia em Sub-23”, disse Ricardo Machado, que está no Ciclismo há pouco mais de três anos.

Com o calendário nacional parado, o ciclista bracarense aproveita para descansar de de uma época intensa.

FUTURO: “É ALGO QUE NA ALTURA CERTA SERÁ DECIDIDO”

Quanto ao futuro, Ricardo Machado salienta que ainda nada está definido: “é algo que na altura certa será decidido”. Certo é que Braga continuará a ter um ciclista no pelotão nacional profissional e que aspira a um lugar do topo… “tenho vontade de chegar ao mais alto nível do Ciclismo. Sei que tenho muito a trabalhar, mas vou lutar para chegar lá”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS