CANOAGEM

Teresa Portela na final A, João Ribeiro e Rúben Vilas Boas disputam final B

Teresa Portela, canoísta de Esposende, assegurou hoje a presença em duas finais A do Campeonato do Mundo de Velocidade de Canoagem e Paracanoagem, que decorre em Copenhaga, Dinamarca.

A canoísta do Benfica garantiu a presença na final A de K1 200, ao vencer a sua semifinal, com o tempo de 41.05s, e de K1 500m, ao terminar na segunda posição com a marca de 01:53:79m.

O K4 de João Ribeiro e Rúben Vilas Boas participou nas semifinais dos 500m e ficou a escassos 22 centésimos do último lugar que dava acesso à final A. O renovado K4, em que se destaca a entrada do esposendense Rúben Vilas Boas e a saída do bracarense Emanuel Silva, vai assim disputar a final B.

 

JOÃO RIBEIRO E HÉLDER SILVA DISPUTAM SEMIFINAL

 

João Ribeiro, canoísta de Esposende e Vice-campeão da Europa, apurou-se, entretanto, para a semifinal da prova de K1 500 metros, ao fazer segundo lugar na sua eliminatória, com o tempo de 1.43.18 minutos.

O canoísta Hélder Silva, do Clube Fluvial Merelim, fez sétimo lugar na prova de C1 500 metros, com 1.57.01 minutos, e vai agora participar na semifinal.

No segundo dia do Campeonato do Mundo de Velocidade de Canoagem e Paracanoagem, ficou marcado pela conquista da primeira medalha por intermédio do paracanoísta Norberto Mourão, que foi bronze na prova de VL2 200 metros.

Para este sábado, estão marcadas as finais A de Fernando Pimenta, em K1 1000m, às 11.22, e de Teresa Portela, em K1 200m, às 11.57.

Fotos: FPC

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS